s
Crédito: Deniz Altindas/Unsplash
TENDÊNCIAS

Apps de Mindfulness oferecem “Serenity Now”

No ano passado, os consumidores gastaram US$ 194 milhões nos dez principais aplicativos dessa categoria, um crescimento de mais de 50% em relação a 2018

Aplicativos de meditação se movimentam para acudir pessoas do mundo todo no meio da quarentena, já que a tensão é grande, seja pelos riscos de saúde, pelo confinamento, ou pelas incertezas que a crise econômica traz.

O app Calm, que teve sua versão e conteúdos em português lançados no Brasil em 2019, faz no dia 21/05 (quarta-feira) um movimento de meditação global ao vivo, transmitindo pelo seu canal no YouTube em inglês, português e francês. A meditação será conduzida pelas Head of Mindfulness dos países (no Brasil é Andréa Perdigão).

Nos Estados Unidos, o app Headspace está dando uma força para quem perdeu o emprego: uma conta gratuita de um ano da sua versão premium, que custa US$ 69. Em parceria com a Sesame Street, produtora da Vila Sésamo, criou uma programação no YouTube for Kids usando os monstrinhos para ensinar meditação para crianças (Sesame Street Monster Meditations) com foco em controle emocional.

CADASTRE-SE GRÁTIS PARA ACESSAR 5 CONTEÚDOS MENSAIS

Já recebe a newsletter? Ative seu acesso

Ao cadastrar-se você declara que está de acordo
com nossos Termos de Uso e Privacidade.

Cadastrar

Na dúvida se funciona? A Psychology Today dá 20 razões científicas para acreditar. Em 2019, os consumidores gastaram US$ 194 milhões nos 10 principais apps dessa categoria, um crescimento de 54% sobre 2018, resultando em 57,4 milhões de dowloads. Em um período de cinco anos, o crescimento foi de 121% desse mercado, sendo que Calm e Headspace lideram o ranking (#1 e #2 respectivamente), segundo dados da SensorTower. Da receita de 2019, Calm ficou com US$ 92 milhões e Headspace com US$ 56 milhões.

Em tempo, o título desse post é uma homenagem a Jerry Stiller, ator de 92 anos morto na semana passada, que ficou conhecido na série Seinfeld pelo seu bordão “Serenity Now”.

CEOs: metaverso vale o risco?

Tendências

CEOs: metaverso vale o risco?

O tamanho do mercado, a combinação de tecnologias que compõe o metaverso e seu impacto na vida corporativa fazem do tema um "negócio de CEO". Por isso, a entrada neste ambiente deve ser cuidadosamente planejada, recomenda a McKinsey. S...

Um planeta sob nova direção

Tendências

Um planeta sob nova direção

Homem e natureza são parte do mesmo sistema interconectado. Se um destrói o outro, sucumbirá em seguida. Com esta certeza, universidades, ONGs e empresas privadas estão se unindo para criar centros de conhecimento de Desenvolvimento Reg...

Um

Tendências

Um "canvas donut" para negócios

Uma economia regenerativa, distributiva e próspera, na qual as necessidades humanas básicas e os recursos do planeta são equilibrados para garantir o bem-estar coletivo e planetário. Parece uma proposta razoável? É a Economia Donut, c...

Consumidores em 2023: cautelosos e ecoeconômicos

Tendências

Consumidores em 2023: cautelosos e ecoeconômicos

Pesquisa realizada pela consultoria de inteligência de negócios global Euromonitor International mapeou as 10 Principais Tendências Globais de Consumo em 100 países

IA e a construção da estratégia

Inteligência Artificial

IA e a construção da estratégia

A IA estratégica é uma ferramenta que pode simplificar a vida dos executivos. Um meio de acelerar o impacto, lidar com disrupções e desbloquear novas oportunidades de mercado. Mas ela deve servir ao negócio e não o contrário.

A erupção dos

Tendências

A erupção dos "colarinhos verdes"

As empresas que, no ano passado, sofreram uma fuga de talentos poderão ter dificuldades se quiserem contratar uma nova leva de profissionais. É que os green jobs estão absorvendo esta mão-de-obra, ao mesmo tempo em que a qualifica.