s
Crédito: Pinho/Unsplash

STREAMING

E o mercado de séries “pirou”

Em 2019, as empresas de mídia e entretenimento dos EUA lançaram 532 séries para TV. O mercado "went bananas", como fez questão de frisar o CEO da FX Networks, John Landgraf

Em 2019, as empresas de mídia e entretenimento dos EUA lançaram 532 séries para TV (drama, comédia e minisséries). O mercado “went bananas” (enlouqueceu), como fez questão de frisar o CEO da FX Networks, John Landgraf, ao abrir os números da pesquisa da FX em um evento da Associação dos Críticos de TV (TCA). E o agitador das águas é de fato a indústria de streaming, que responde por quase a metade desse número.

A pergunta que fica é: tem audiência para absorver tanta série assim? Em 2015 Landgraf jurava que não e lançou o termo “peak TV”, afirmando que a indústria tinha batido no teto e que em 2016 o número de séries diminuiria. Errou feio.

Para produzir conteúdo original, entre filmes e séries, as empresas gastaram mais de US$ 120 bilhões, segundo dados da Variety Intelligence Platform. A Netflix gastou US$ 15 bilhões, Amazon gastou US$ 6,5 bilhões e a Apple outros US$ 6 bilhões. E a Disney sozinha torrou US$ 27,8 bilhões.

Receba grátis nossa newsletter

E 2020 promete ser ainda pior (ou melhor, depende do ponto de vista) A Netflix, por exemplo, vai gastar US$ 17,8 bilhões em 2020, segundo o analista Daniel Salmon, da BMO Capital Markets. E ainda é preciso incluir na conta a entrada de novos players digitais como a Quibi, o serviço de streaming da NBC chamado Peacock, e a HBO Max.

Estimativa da Variety aponta os gastos com conteúdo em 2019

Lawtechs e legaltechs: a mudança da Justiça brasileira

Inovação

Lawtechs e legaltechs: a mudança da Justiça brasileira

Com tecnologia, as startups jurídicas ajudam a criar uma Justiça mais eficaz, transparente e acessível

Por Marina Hortélio
Como a abundância de streaming criou um novo mercado

Streaming

Como a abundância de streaming criou um novo mercado

A startup brasileira MixMe se inspira em cases de sucesso nos EUA e na Europa para resolver a “bagunça” das plataformas de filmes e séries

Por João Ortega
Como será a transmissão esportiva do futuro

Streaming

Como será a transmissão esportiva do futuro

Mudança de comportamento de consumo do público mais jovem faz mercado criar novas formas de engajamento com marcas esportivas

Por João Ortega
Os 50 sites mais visitados no mundo

Streaming

Os 50 sites mais visitados no mundo

Você conseguiria adivinhar pelo menos cinco dos dez mais?

Por Redação The Shift
Os serviços de streaming continuam crescendo - até quando?

Streaming

Os serviços de streaming continuam crescendo - até quando?

Em 2021, a indústria está mais focada em como manter o crescimento criado em 2020 do que se partes individuais dentro do negócio podem se tornar financeiramente viáveis

Por Redação The Shift
Além dos filmes e séries: o streaming impacta outras indústrias

Streaming

Além dos filmes e séries: o streaming impacta outras indústrias

Conteúdo esportivo, plataformas de educação e cloud gaming são alguns dos universos em que a tecnologia de streaming tem papel fundamental

Por João Ortega