s
A Amazon ficou em primeiro lugar no levantamento Investment Heroes 2020 Crédito: Unsplash
MERCADO

Amazon é eleita Herói de Investimento

A companhia fundada por Jeff Bezos investiu US$ 33,8 bilhões em 2020, mais do que o dobro de qualquer outra empresa nos Estados Unidos

Por Soraia Yoshida 07/06/2021

A Amazon sempre esteve acostumada a estar na boca do povo, mas desde o ano passado, a batata esquentou: são críticas por condições ruins de trabalho, pelo corre-corre aos banheiros, falta de tempo para almoço e agora por chamar seus trabalhadores de “atletas industriais”, em meio à divulgação de que seus trabalhadores sofrem mais acidentes. Nos escalões superiores, falou-se em uma cultura “faca nos dentes” para manter-se à frente de todo o resto do mercado. O próprio Jeff Bezos, em sua carta final aos acionistas antes de deixar o cargo de CEO, afirmou que a Amazon tem que melhorar em relação aos funcionários.

Por conta disso, deve causar alguma surpresa que a Amazon esteja no topo da lista Herói de Investimento, do Progressive Policy Institute, um think tank democrata que promete um “pensamento radicalmente pragmático”. O relatório “Investment Heroes 2021” elegeu a companhia por aumentar em 75% seus gastos de capital nos Estados Unidos em 2020. A gigante tech colocou US$ 33,8 bilhões, mais do que o dobro do segundo lugar da lista, a Verizon, que investiu US$ 16,1 bilhões. Em terceiro aparece a AT&T, com US$ 15,6 bilhões, seguida da Alphabet (proprietária do Google) com US$ 14 bilhões e Intel com US$ 12,5 bilhões fechando o top 5.

O investimento da Amazon levou à geração de 400 mil empregos somente no ano passado.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

A jornada do Magazine Luiza para digitalizar o varejo nacional

Economia Digital

A jornada do Magazine Luiza para digitalizar o varejo nacional

Entre abril de 2017 e dezembro de 2020 o Magazine Luiza comprou 15 empresas, 11 só este ano. Pagou R$ 290 milhões pela Hub Fintech, para entrar no jogo dos serviços financeiros

Por Silvia Bassi
Como a abundância de streaming criou um novo mercado

Streaming

Como a abundância de streaming criou um novo mercado

A startup brasileira MixMe se inspira em cases de sucesso nos EUA e na Europa para resolver a “bagunça” das plataformas de filmes e séries

Por João Ortega
Lojas autônomas criam novo modelo de varejo a ser explorado

Tendências

Lojas autônomas criam novo modelo de varejo a ser explorado

Segundo Rodrigo Miranda, fundador da startup Zaitt, desafio atual é desenhar User Experience para o formato inovador de compras

Por João Ortega