s

BIOTECH

Qual é o limite da genética dirigida

Técnica de edição genética que consiste em alterar material genético de forma que a mutação induzida seja transmitida a todos os descendentes de um ser vivo

Por Redação The Shift 15/10/2020

Genética dirigida, ou gene drive, é uma técnica de edição genética que consiste em alterar material genético de forma que a mutação induzida seja transmitida a todos os descendentes de um ser vivo. Em última análise é, portanto, uma tecnologia capaz de transformar uma espécie inteira. Um estudo de 2019 da consultoria Markets and Markets indica que o mercado de edição genética movimenta US$ 5,1 bilhões por ano no mundo - valor que deve mais que dobrar até 2025. 

A descoberta da ferramenta CRISPR, que possibilita a substituição de partes específicas do DNA, aconteceu em 2013. É, portanto, uma tecnologia recente e se mantém majoritariamente restrita a testes em laboratório. Mas startups do setor de biotech participam do desenvolvimento de aplicações de CRISPR e atraem interesse de venture capital. Vale destacar, como exemplo, a Verve Therapeutics, que recebeu aporte do Google. 

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

A Internet dos Corpos já está entre nós

Inteligência Artificial

A Internet dos Corpos já está entre nós

Usar o corpo humano como uma plataforma de dados oferece enormes possibilidades, mas também novos riscos

Por Cristina De Luca
IA: em busca das memórias perdidas

Inteligência Artificial

IA: em busca das memórias perdidas

Um estudo realizado por pesquisadores do MIT coloca os pesquisadores mais perto de descobrir como recuperar a memória em pacientes com doenças degenerativas

Por Redação The Shift
Agilidade para transformar

Entrevista

Agilidade para transformar

Como montar um laboratório 100% digital em um mês? Olhando criativamente para os ativos digitais como se fossem blocos de montar, conta Luzia Sarno

Por Cristina De Luca