s
Pesquisadores da EPFL desenvolveram um novo método de alta precisão de impressão 3D para objetos macios que poderá ter aplicações em áreas como Odontologia e bioprinting. Crédito: © 2020 EPFL/ Alain Herzog

INOVAÇÃO

Impressão 3D avança em alta precisão

Os pesquisadores do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Lausanne conseguiram combinar a precisão do laser com a produção de modelos de proporções mínimas em alguns segundos

Por Redação The Shift 26/04/2020

Pesquisadores da EPFL (Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Lausanne) desenvolveram um novo método de alta precisão para a impressão 3D de objetos pequenos e macios. O processo, que leva menos de 30 segundos, tem aplicações em potencial em uma ampla gama de campos, incluindo bioprinting. A École Polytechnique Fédérale de Lausanne é uma das instituições científicas de maior prestígio na Europa e sua descoberta permitiu produzir impressões 3D de proporções milimétricas - que podem impactar diversas indústrias, principalmente Odontologia.

Em apenas 30 segundos, os pesquisadores imprimiram modelos de alta precisão com uma acuidade de 80 micrómetros. Enquanto numa impressora 3D tradicional, o processo leva horas devido à construção de camada, a tecnologia criada pela EPFL utiliza raios laser para construir modelos completos a partir de qualquer superfície. Desenvolvido pelo Laboratório de Equipamentos Fotônicos (LAPD), um cilindro que contém um polímero translúcido gira, enquanto o laser é injetado para endurecer as superfícies do modelo. Baseado em princípios de tomografia, o método é usado basicamente para fins médicos.

impressão 3D de alta precisão na EPFL

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

25 jovens cientistas estão mudando o mundo

Inteligência Artificial

25 jovens cientistas estão mudando o mundo

O Fórum Econômico Mundial divulgou a lista dos 25 jovens cientistas que lideram hoje pesquisas que terão impacto nas mais variadas áreas da vida humana, da engenharia de tecidos a navegação espacial

Por Redação The Shift
A Internet dos Corpos já está entre nós

Inteligência Artificial

A Internet dos Corpos já está entre nós

Usar o corpo humano como uma plataforma de dados oferece enormes possibilidades, mas também novos riscos

Por Cristina De Luca
Machine  Learning e distanciamento social

Inteligência Artificial

Machine Learning e distanciamento social

Não basta apenas oferecer equipamento de proteção. As grandes companhias, incluindo aí Amazon e Foxconn, estão adotando também machine learning para monitorar seus funcionários

Por Redação The Shift