s
Primeiro-debate-das-eleições-presidenciais-de-2022 - FOTO: Renato Pizzutto
INOVAÇÃO

Um termômetro para as Eleições 2022

Google Trends produz relatório e cria sala digital com insights em tempo real sobre os candidatos e as manifestações de interesse dos espectadores

Por Rosane Serro 04/09/2022

Na semana em que o Google lançou uma série de iniciativas de apoio ao processo eleitoral majoritário brasileiro – inclusive o recurso “Como votar”, em parceria com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para o fornecimento se informações confiáveis no processo de busca – uma se destacou: o “Relatório Google Trends Eleições 2022”, estudo produzido pela empresa, baseado nos dados compilados pela sua ferramenta de tendências. Um estudo de XX páginas sobre o que os brasileiros pensam a respeito de cinco temas relevantes:  emprego, educação, saúde pública, segurança e meio ambiente e outros assuntos derivados.

Segundo o responsável pelo Google News Lab no Brasil, Marco Túlio Pires, trata-se de um estudo inédito no mundo. “Pensamos: temos muita informação e inteligência. Se pegássemos os temas mais relevantes e fizéssemos mergulho, em termos de interesse público, poderíamos descobrir o que querem os brasileiros”, explicou. Neste sentido, o objetivo da empresa ao elaborar o relatório é o fornecimento de uma fonte relevante de informações. “E contribuir para o debate público e para a integridade das Eleições 2022 também”, complementou o executivo.

Porém, a relevância do estudo não está somente nos dados recortados pela empresa, mas na própria ferramenta. O Google Trends funciona hoje como uma importante ferramenta para entender o imaginário coletivo da sociedade brasileira porque reúne três fatores principais:

  • Escala – São mais de um trilhão de buscas por ano.
  • Imediatismo – Os internautas reagem automaticamente aos eventos do mundo exterior e acionam a ferramenta de busca. O Google mostra os resultados globais com um delay de apenas seis segundos.
  • Autenticidade – Ao contrário das redes sociais, onde as pessoas fazem uma curadoria de si mesmas, na máquina de busca do Google, “a relação é de um para um”. “As pessoas tratam a caixa de busca como um confessionário. Às vezes, fazem perguntas que não têm coragem de fazer ao terapeuta”, afirma Marco Túlio.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Futuro das fintechs pode incluir biofintechs e sistemas à prova de invasão quantum

Tendências

Futuro das fintechs pode incluir biofintechs e sistemas à prova de in...

O futurista Bernard Marr lista as principais tendências de fintechs que vnao crescer nos próximos dez anos. Confira a lista completa

Saúde é a próxima aposta das Big Techs em negócios de bilhões

Tendências

Saúde é a próxima aposta das Big Techs em negócios de bilhões

Amazon, Google, Microsoft e Nvidia estão entre as empresas que investem em IA e computação em nuvem para desenvolver novos medicamentos e serviços de saúde

IA Generativa está mudando o perfil dos empregos

Tendências

IA Generativa está mudando o perfil dos empregos

As empresas estão contratando pessoas com conhecimento ou familiaridade com a IA Generativa, mas ainda precisam investir na mudança de processos. Entenda

Cuidado para não cair no gap da inovação

Inovação

Cuidado para não cair no gap da inovação

A maioria das empresas prioriza a inovação, porém não estão preparadas, mostra levantamento do BCG.

Com tanta urgência no mundo, será que dá para falar em desacelerar? 

Tendências

Com tanta urgência no mundo, será que dá para falar em desacelerar?...

É importante pensar no assunto, porque esse é o grande desejo dos consumidores segundo a 10⁠ª edição do The Future 100, realizado pelo grupo de publicidade VML

Inovações e patentes sustentáveis

Inovação

Inovações e patentes sustentáveis

Quase uma em cada três invenções está relacionada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, aponta estudo da OMPI, às vésperas do Dia Mundial da Propriedade Intelectual.