s
Crédito: Norma Mortenson/Pexels
ECONOMIA DIGITAL

Startups: o mapa da crise pré e pós-Covid

A média da queda global de investimento de risco até março deste ano é de 20%, com impacto menor nos Estados Unidos e se mantendo na Europa, antes da chegada da pandemia

Antes da Covid-19 (AC) e depois da Covid-19 (DC). A economia, as pessoas, a vida nas cidades e as expectativas se medem agora assim, antes e depois da pandemia. E a Startup Genome resolveu mapear o status do cenário global das startups no primeiro trimestre de 2020, em uma série de quatro estudos, publicados entre 1o de abril e 19 de maio, endereçando diferentes aspectos dos impactos que a Covid-19 trouxe para o empreendedorismo de tecnologia.

A iniciativa tem o objetivo de funcionar como um gigantesco sinal de alerta para governos de todos os países endereçarem seus esforços de ajuda econômica, uma vez que o ecossistema global de startups é fonte de empregos e inovação tecnológica, dois elementos de importância vital na retomada da vida no planeta. Estamos falando de um setor da economia avaliado em US$ 2,8 trilhões, que cresce em média 10% ao ano (duas a três vezes mais que os setores tradicionais da economia). Juntamos os insights principais dos quatro estudos e você tem o link para pegar todos na íntegra e avançar nos detalhes.

Começando pelo óbvio: investimento privado é o combustível que faz a maioria das startups funcionar, e os deals com investidores privados encolheram desde o início da crise, no final de 2019. O "marco zero" é a China, e nesse país os deals com VCs contraíram entre 50% e 57% nos primeiros dois meses do ano, retomando em março, 34% menores que antes da crise. No resto da Ásia, no entanto, o rebound não veio na mesma medida, e a queda ficou em 41% até o final de março.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Tendências

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Governos e empresas precisam considerar o valor da nuvem na reformulação da economia para o digital

Novas demissões são um sinal negativo para o mercado

Economia

Novas demissões são um sinal negativo para o mercado

Em cinco meses de 2022, o número de demissões já se iguala ao total de 2021. Sinais de falta de liquidez atingem principalmente as scale-ups

Apoio à inovação: a virada digital da Arezzo&Co

Inovação

Apoio à inovação: a virada digital da Arezzo&Co

Fechar parcerias com as startups é uma parte fundamental do processo de transformação digital do grupo

A saga Twitter & Elon Musk. Um fio para acompanhar

Mercado

A saga Twitter & Elon Musk. Um fio para acompanhar

O bilionário quer comprar o Twitter por US$ 44 bilhões. A história continua rendendo porque o deal leva tempo e muito dinheiro. Acompanhe aqui

É realmente possível possuir algo no metaverso?

Inovação

É realmente possível possuir algo no metaverso?

Um professor de direito alerta que possuir um NFT de um item digital pode não ser suficiente para garantir a posse desse bem.

Por João Marinotti, The Conversation
Pill digitaliza a farmácia para gerar mais valor para o paciente

Inovação

Pill digitaliza a farmácia para gerar mais valor para o paciente

A digitalização das farmácias pode escalar um modelo de atendimento farmacêutico mais próximo e personalizado.