s
Unsplash/Ben Kolde

INTERNET DAS COISAS

Startups de IoT solucionam velhos e novos problemas brasileiros

O país possui um fundo de venture capital especializado em IoT e conectividade, mas investimento público ainda é importante

A Salvus monitora o oxigênio medicinal com Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). A Monuv transforma câmeras de segurança em dispositivos inteligentes. Ambas startups brasileiras demonstram como a IoT cria soluções diversas. A expectativa do Ministério das Comunicações é que o país seja uma das grandes potências globais nesse mercado, que está estimado em US$ 414,9 bilhões em 2021. Para atingir essa meta, fomentar a inovação é essencial.

Desde maio, o país possui um fundo de venture capital especializado em IoT e conectividade, o Indicator 2 IoT FIP, no valor de R$ 240 milhões. Gerido pela Indicator Capital, o veículo é resultado de uma iniciativa conjunta do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Qualcomm Ventures. O fundo fechou a captação com duas vezes o valor projetado inicialmente, o que demonstra o apetite pelas startups do segmento.

“Esse projeto é um catalisador do Plano Nacional de Internet das Coisas. Em diversas áreas, essa tecnologia consegue fazer uma prevenção, diminuir custos ou mesmo aumentar a margem. Nós captamos recursos com empresas públicas, mas também privadas, como Multilaser, Motorola e Lenovo. Quando a gente mostra as oportunidades existentes no ecossistema e faz o encontro com as dores dessas companhias, elas entendem que há um ganho duplo, tanto de investimento quanto na visão estratégica”, explica Derek Bittar, sócio-fundador da Indicator Capital.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Entrevista

"Você pode fazer milagres com apenas um smartphone"

Rodrigo Teijeiro, fundador e CEO da fintech RecargaPay, é o primeiro empreendedor em uma família de acadêmicos. Fez economia, mas escolheu usar a internet para quebrar regras e ajudar pessoas.

Por Silvia Bassi
3 tendências em sportstech: as inovações na indústria esportiva

Tendências

3 tendências em sportstech: as inovações na indústria esportiva

Setor vai movimentar US$ 31 bilhões em 2024 e impacta o mercado esportivo por meio de redução de custos e maior engajamento com os fãs

Por Redação The Shift
A crise energética tem jeito. As soluções passam pelo digital

Tendências

A crise energética tem jeito. As soluções passam pelo digital

Agora é a hora de investir em colaboração, inovação e, principalmente na transformação digital que pode alavancar o uso, a gestão e a criação de uma nova a matriz energética, mais limpa

Por Cristina De Luca
Aplicação de dados e IA são as tecnologias mais usadas por Agtechs

Inteligência Artificial

Aplicação de dados e IA são as tecnologias mais usadas por Agtechs

O Mapeamento Agtech 2021, da Abstartups, traça o perfil de 299 startups do agro brasileiras. O SaaS é o modelo de negócio mais usado

Por Marina Hortélio
Até o fim do ano, as conexões IoT ultrapassarão as dos dispositivos não IoT

Internet das Coisas

Até o fim do ano, as conexões IoT ultrapassarão as dos dispositivos...

Dos 21,7 bilhões de dispositivos conectados ativos em todo o mundo, 11,7 bilhões (ou 54%) serão conexões de dispositivos IoT no final de 2020

Por Redação The Shift
Internet das Coisas Médicas: salvando vidas com dados

Internet das Coisas

Internet das Coisas Médicas: salvando vidas com dados

Ao permitir a coleta automatizada de informações do paciente, o IoMT evita o uso de dados incorretos para a tomada de decisão e dá mais assertividade para os tratamentos, explica o especialista em Internet das Coisas Médicas, Fernando...

Por Marina Hortélio