s
Crédito: Shutterstock
O SHIFT DA QUESTÃO

Quem ganha com a Economia dos Criadores?

Quantos likes teve seu último post? E como foi o impacto do seu comentário que movimentou amigos e fãs? Agora, imagine que assim como você, há milhões de pessoas postando conteúdos todos os dias. É dessa possibilidade de ganhar visibilidade, de ter uma voz que a Creator Economy tira sua força. Quem entender e abrir novas frentes pode liderar o mercado pós-pandemia.

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida 16/10/2021

Conteúdo

 

Para começar, alguns milhões de pessoas no mundo todo, que utilizam plataformas de produção de vídeo, áudio, newsletters, podcasts, redes sociais e marketplaces, para distribuir suas criações digitais e físicas diretamente para um contingente gigante de espectadores, fãs e consumidores. Em uma definição de amplo espectro, a Creator Economy (em português, Economia dos Criadores) abraça produtores de conteúdo, influencers e pequenos empreendedores, que monetizam suas obras, online, ancorados em plataformas e marketplaces.

Se juntarmos só criadores digitais e influencers, o número mágico é 50 milhões de pessoas, repetido em diferentes pesquisas sobre o tema (você lê mais abaixo os detalhes), que movimentam uma economia estimada em mais de US$ 100 bilhões anuais. Mas só 2 milhões, desse total, realmente ganha dinheiro para se sustentar. O resto corre atrás.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Afinal, o que é Web3?

O Shift da Questão

Afinal, o que é Web3?

A Web3 promete transformar a experiência de estar online de forma tão dramática quanto os PCs e smartphones fizeram em dado momento da nossa jornada tecnológica

O que se passa na cabeça dessas pessoas?

O Shift da Questão

O que se passa na cabeça dessas pessoas?

Elon Musk comprou o Twitter e agora o mundo quer entender como funciona a cabeça das pessoas com muito dinheiro no bolso, que podem quebrar ou criar negócios

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Silvia Bassi
Mas afinal, o que é DeFi?

O Shift da Questão

Mas afinal, o que é DeFi?

A sigla se refere a Finanças Descentralizadas, uma verdadeira revolução na maneira como realizamos operações financeiras

Por Cristina De Luca e Soraia Yoshida
Quais foram as principais inovações impulsionadas pela pandemia?

O Shift da Questão

Quais foram as principais inovações impulsionadas pela pandemia?

A pandemia trouxe muita dor e sofrimento para o planeta. Trouxe também mudanças, principalmente na maneira como vivemos, como convivemos e valorizamos o que nos rodeia. Após dois anos de pandemia, decretada em 11 de março de 2020 pela O...

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida
A ciberguerra é uma ameaça real?

O Shift da Questão

A ciberguerra é uma ameaça real?

Daqui para frente, toda e qualquer guerra será lutada no mundo real e no domínio digital. As guerras híbridas, queiramos ou não, vieram para ficar

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida
Reciclar? Reusar? Ou reduzir?

O Shift da Questão

Reciclar? Reusar? Ou reduzir?

Você já parou para pensar quanto lixo é produzido dentro da sua casa todos os dias? E quanto disso é reaproveitado, reciclado ou reutilizado? Já pensou em reduzir? Enquanto não houver colônias em Marte, estamos todos aqui dividindo o...

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida