s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Por que a IA que prevê a estrutura da proteína é tão disruptiva

Algoritmo de deep learning AlphaFold, desenvolvido pela DeepMind, resolveu um desafio que intrigava a comunidade científica há 50 anos

Por João Ortega 02/12/2020

“O Santo Graal da biologia”: essa é a comparação que Demis Hassabis, fundador da DeepMind, usou para descrever a façanha alcançada pela startup. Um algoritmo de deep learning batizado de AlphaFold resolveu um desafio que consiste em prever o enovelamento de uma proteína a partir de sua estrutura não-funcional linear de aminoácidos. A divulgação do feito aconteceu neste sábado (30) e a trajetória foi contada no vídeo abaixo. 

O problema, solucionado pelo algoritmo da DeepMind, intrigava cientistas há cerca de 50 anos. A startup, que pertence à Alphabet (grupo que controla as empresas do Google), havia publicado um artigo sobre a IA do AlphaFold na revista Nature em janeiro. Passou, portanto, menos de um ano entre a demonstração do potencial da tecnologia e seu primeiro resultado relevante na prática. 

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Mas o que muda mesmo com a vacina para Covid-19?

Healthtech

Mas o que muda mesmo com a vacina para Covid-19?

Ter a vacina e vacinar o mundo inteiro não é a mesma coisa. O "novo normal" talvez se torne mais norma do que se imaginava

Por Silvia Bassi
Como prever e prevenir a próxima pandemia?

Healthtech

Como prever e prevenir a próxima pandemia?

O setor de tecnologia, o poder público, organizações internacionais e a academia podem colaborar para criar um sistema de alerta

Por João Ortega
Remédios mais rápidos e de baixo custo: deixe com a IA

Inteligência Artificial

Remédios mais rápidos e de baixo custo: deixe com a IA

Além de inventar novos medicamentos, a IA está sendo usada para identificar novos alvos – isto é, o local ao qual uma droga se liga no corpo e outra parte importante do processo de descoberta de tratamentos

Por Redação The Shift