s
Pete Flint, general manager da NFX Foto: montagem Canva + Unsplash
ENTREVISTA

Pete Flint: “Leve sua empresa para as corredeiras”

Para o investidor de risco Pete Flint, general manager da NFX, as empresas tradicionais e startups precisam seguir os trechos de água rápida do mercado, porque lá estão as tendências de futuro

Por Silvia Bassi 27/09/2022

Em 2004, quando tudo "ainda era mato" no mundo das proptechs, o empreendedor inglês Pete Flint, na época fazendo MBA em Stanford, Califórnia, estava procurando casa para morar quando percebeu uma movimento de águas rápidas do mercado imobiliário: o número de pessoas procurando por imóveis estava crescendo rapidamente, mas a maioria dos sites de internet na categoria não entregavam uma boa experiência para os consumidores.

Esses sites também não ofereciam boas oportunidades para anúncios de agentes imobiliários e corretores, deixando portanto de aproveitar os bilhões de dólares anuais que iam para os classificados nos jornais.

Flint então recrutou um povo esperto em Stanford, incluindo aí seu sócio, Sami Inkinen, e criou a Trulia, uma proptech que, captando apenas US$ 250 milhões durante toda sua vida útil tornou-se uma gigante no setor. Em 2012 a Trulia fez seu IPO e, em 2015, exatos dez anos depois de sua fundação, foi comprada pela Zillow por US$ 3,5 bilhões, dando origem ao maior site global do mercado imobiliário, com faturamento anual de US$ 10,8 bilhões (dados de fevereiro de 2022).

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Chega de embromação:

Entrevista

Chega de embromação: "temos que colocar dinheiro nas mãos das mulhe...

Para a CEO da socialtech B2Mamy, Dani Junco, só o dinheiro liberta. Por isso, as startups e as iniciativas de apoio ao empreendedorismo feminino devem receber mais cheques.

Inteligência Artificial

"Temos o dever de nos preocupar"

Em entrevista à The Shift, Reggie Townsend, diretor da prática de ética em dados do SAS, fala sobre o imperativo da ética para a IA e sobre ter um "viés positivo" nas aplicações de impacto.

Bancos devem inovar mais para continuarem competitivos

Tendências

Bancos devem inovar mais para continuarem competitivos

Principalmente explorar oportunidades para aumentar os recursos de pagamentos por meio de DLTs, CDBCs, tokenização e outras soluções

2023, o ano do Defi 3.0?

Tendências

2023, o ano do Defi 3.0?

Projetos FaaS (Farming as a Service) pedem passagem no universo das finanças descentralizadas

Um mapa para a nova era

Inovação

Um mapa para a nova era

O artigo “On the cusp for a New Era”, publicado pelo McKinsey Global Institute esta semana, propõe uma reflexão se – em um cenário aparentemente distópico - encontraremos o próximo motor de produtividade para impulsionar o cresci...

Habilidades socioemocionais preparam as empresas para o futuro

Entrevista

Habilidades socioemocionais preparam as empresas para o futuro

Filip De Fruyt, Professor da Universidade de Ghent, na Bélgica e membro do conselho científico do eduLab 21, do Instituto Ayrton Senna, explica, em entrevista exclusiva à THE SHIFT, que perfis profissionais estão mais aptos a enfrentar...