s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

NeuroAI, a próxima fronteira

Ela está ajudando os neurocientistas a tornar os modelos cerebrais in silico mais precisos. Em breve, será possível baixar e usar modelos sensoriais, sob demanda, na saúde, na publicidade, etc.

A Neurociência e a IA têm uma parceria história. Os pioneiros da IA olharam para os princípios da organização do cérebro como inspiração para fazer máquinas inteligentes. Agora, a IA está ajudando os neurocientistas a entender sua própria fonte de inspiração, o cérebro humano, através da NeuroAI. Ela está ajudando os nerocientistas a lidar com questões sobre o funcionamento do cérebro construindo modelos de sistemas neurológicos em computadores.

Ao longo da próxima década, eles acreditam que será  possível tornar os modelos cerebrais in silico cada vez mais precisos. Como resultado, será possível baixar e usar modelos sensoriais, sob demanda, com a mesma conveniência com que fazemos reconhecimento de objetos ou processamento de linguagem natural.  Para o quê?

Os neurocientistas veem muitas aplicações práticas da NeuroAI na indústria. Principalmente na arte e na publicidade, especialmente quando conectada a novos modelos generativos de IA, como GPT-3 e DALL-E. Os atuais modelos de IA já produzem arte, mas ainda são incapazes de dizer se essa arte comunicará uma mensagem ao público-alvo, argumentam. Já a NeuroAI pode ns ajudar a produzir mídia que comunique exatamente o que queremos. Já pensou?

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

E a IA dominou a pista

Inteligência Artificial

E a IA dominou a pista

O relatório anual Enterprise Tech 30, que publica a lista das startups de tecnologia corporativa mais promissoras, na visão dos grandes VCs do Silicon Valley, mostra que as startups de IA estão ocupando espaços do SaaS.

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

Inteligência Artificial

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

"Momento desânimo" na comunidade de IA. A constatação de que os bilhões de dólares investidos até agora não vão retornar tão rápido, faz nascer a ideia de uma bolha de IA Generativa.

O poder dos superfãs

Tendências

O poder dos superfãs

Uma legião de superfãs, e o apreço das novas gerações pela IA Generativa, sinalizam novas oportunidades de receita para as empresas de Mídia e Entretenimento Digital, diz a Deloitte.

Olá, head de GenAI!

Inteligência Artificial

Olá, head de GenAI!

Pensando na carreira? Tem cargo novo no mercado: Chefe Global de IA Generativa.

Da automação à autonomia

Inteligência Artificial

Da automação à autonomia

2024 será o ano dos Agentes de IA, que provarão ser mais do que apenas assistentes digitais. Serão catalisadores de transformações em todos os setores e na vida quotidiana.

Como fica a propriedade intelectual em tempos de IA Generativa?

Inteligência Artificial

Como fica a propriedade intelectual em tempos de IA Generativa?

E por que ela deve caminhar lado a lado com a proteção de dados pessoais?

Por Yasodara Cordova *