s
Insurance technology (Insurtech) concept, Human hand using smartphone.
TENDÊNCIAS

Modelos de seguro por assinatura mudam a cara do mercado

O seguro por assinatura oferece vários benefícios claros para os segurados, incluindo a capacidade de comprar apólices não como produtos distintos, mas como um conjunto de serviços dinâmicos.

Os modelos de assinatura revolucionaram muitos setores, e o seguro deve ser mais um entre eles. Principalmente por fornecem aos segurados mais controle e flexibilidade para alterar suas coberturas conforme suas necessidades. Afinal, a pandemia da Covid-19 revelou que as seguradoras podem — e devem — interagir com os clientes de modo mais ágil e responsivo, e que os produtos devem ser ajustados para refletir o “novo normal”. Ao mesmo tempo, a crise despertou o interesse dos clientes por novas proteções e soluções mais personalizadas e flexíveis que se adaptam às suas necessidades em diferentes momentos.

No Brasil, as primeiras iniciativas surgiram em 2021, praticamente junto com a divulgação, pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), das orientações regulatórias iniciais para o Open Insurance, com previsão de lançamento em 2023. A Kakau Seguros, a BLLU (com a Porto Seguro), a Pier e a Youse foram algumas das pioneiras do seguro por assinatura no país. Depois vieram outras empresas, impulsionadas pelo sandbox regulatório, como a Flix. E agora, a Piquenique entra no segmento com uma proposta diferente: a de clube de assinatura, mas próxima do modelo de operação das incumbents.

O seguro de assinatura oferece vários benefícios claros para os segurados, incluindo a capacidade de comprar apólices não como produtos distintos, mas como um conjunto de serviços dinâmicos. Também coloca o consumidor no controle — atacando uma crítica comum ao setor de seguros – com conselhos e informações disponíveis conforme necessário. Além de serviços personalizados e preços atraentes, os consumidores ter maior de interações e de ter mais dados disponíveis, como demonstrado pelos primeiros adeptos de modelos de assinatura em linhas residenciais e especializadas.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Pete Flint:

Entrevista

Pete Flint: "Leve sua empresa para as corredeiras"

Para o investidor de risco Pete Flint, general manager da NFX, as empresas tradicionais e startups precisam seguir os trechos de água rápida do mercado, porque lá estão as tendências de futuro

O que é CRISPR?

Tendências

O que é CRISPR?

A resposta simples? Uma tecnologia usada para editar genes e mudar o mundo! O CRISPR tem "impacto revolucionário nas ciências da vida", segundo o comitê do Prêmio Nobel, que concedeu às pesquisadoras o Nobel de Química, em 2020

O horizonte bilionário dos ecossistemas de canais

Tendências

O horizonte bilionário dos ecossistemas de canais

Segundo a empresa de pesquisas Canalys, é formado por 223 startups e empresas movimentaram US$ 3,9 bilhões em vendas de software, em 2021 e têm US$ 8,9 bilhões projetados para 2027

E a grande fusão do Ethereum aconteceu

Tendências

E a grande fusão do Ethereum aconteceu

Às 3h59 da madrugada de 15 de setembro, aconteceu finalmente o encerramento do "The Merge", a grande fusão da rede blockchain Ethereum. A maior mudança é com relação ao PoS (proof-of-stake ou prova de participação) e os mineradores...

Após regulamentação, startups inovam na telemedicina veterinária

Tendências

Após regulamentação, startups inovam na telemedicina veterinária

O atendimento remoto já era praticado, mas regulamentação deve fazer o modelo evoluir. Novas oportunidades de negócio foram criadas.

Simple2u: como a MAG enfrenta a transformação dos seguros

Entrevista

Simple2u: como a MAG enfrenta a transformação dos seguros

Em entrevista exclusiva à THE SHIFT, Leonardo Lourenço, Head Geral da Simple2u, conta como a insurtech criada dentro do sandbox regulatório da Susep, repensa o segmento.