s
Mais capital na mão das startups é sinônimo de mais aquisições Unsplash/Blogging Guide
INOVAÇÃO

M&A: as startups vão às compras

No primeiro semestre de 2021, as startups ultrapassaram as empresas tradicionais na quantidade de fusões e aquisições de startups pela primeira vez

Anúncios de fusões e aquisições não faltam no ecossistema brasileiro de inovação. O mercado nacional de M&As está aquecido, como aponta a consultoria Transactional Track Record (TTR): até outubro de 2021, foram registradas 1.981 transações do tipo, com uma movimentação total de R$ 435,3 bilhões. O destaque é para o setor de Setor de Tecnologia, responsável por 733 operações. As startups são um alvo das compras, mas também surgem como grandes compradoras. O Distrito aponta que 54% dos 113 M&As de empresas de tecnologia ocorridos no primeiro semestre foram entre startups. Essa foi a primeira vez que as organizações tradicionais não foram as maiores compradoras de startups.

As startups ganham força no mercado de fusões e aquisições brasileiros graças ao bom momento do ecossistema nacional de inovação e a digitalização da economia. Até outubro, foram investidos US$ 8,01 bilhões em empresas de tecnologia brasileiras, de acordo com o "Inside Venture Capital Report", do Distrito. O volume supera em 120% o total de 2020, quando foram captados US$ 3,65 bilhões. Se trata de um ciclo positivo para essas companhias, em que mais capital injetado no mercado cria melhores soluções, fomenta novos empreendedores e deixa mais caixa disponível para compras.

“As empresas de tecnologia estão cada vez mais capitalizadas e buscando um crescimento mais acelerado. O M&A entre startups é uma tendência porque quanto mais liquidez e caixa as empresas de tecnologia tiverem, mais terão apetite por novas aquisições e novos investimentos”, analisa Gustavo Gierun, cofundador do Distrito.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Tendências

Estar na nuvem é cada vez mais estratégico

Governos e empresas precisam considerar o valor da nuvem na reformulação da economia para o digital

IoT: tecnologias para colocar no seu radar

Tendências

IoT: tecnologias para colocar no seu radar

Relatório aponta quais tecnologias relacionadas a Internet das Coisas estão próximas da maturidade e avançaram mais nos últimos anos

Por Redação The Shift
Novo paradigma do gerenciamento da informação: foco no cliente!

Tendências

Novo paradigma do gerenciamento da informação: foco no cliente!

Cada vez mais é preciso deixar de falar muito bem a linguagem do medo, da incerteza e da dúvida e passar a fazer parte de uma conversa de negócios, mais estratégica e produtiva, revela pesquisa

Novas demissões são um sinal negativo para o mercado

Economia

Novas demissões são um sinal negativo para o mercado

Em cinco meses de 2022, o número de demissões já se iguala ao total de 2021. Sinais de falta de liquidez atingem principalmente as scale-ups

Bancos devem oferecer mais experiências personalizadas e ominichannel

Tendências

Bancos devem oferecer mais experiências personalizadas e ominichannel

Clientes esperam que suas jornadas phygital sejam relevantes, envolventes, sem atrito entre os canais e de baixo custo, revela o estudo World Retail Banking, da Capgemini. Só fintechs conseguem

Apoio à inovação: a virada digital da Arezzo&Co

Inovação

Apoio à inovação: a virada digital da Arezzo&Co

Fechar parcerias com as startups é uma parte fundamental do processo de transformação digital do grupo