s
Crédito: Pixabay

HEALTHTECH

Em que ponto as vacinas são disruptivas?

Toda a cadeia de produção de vacinas passou por um enorme processo de aceleração – muito maior, provavelmente, do que em outras indústrias

Por Soraia Yoshida 14/11/2020

Praticamente em tudo. O genoma do coronavírus foi sequenciado em apenas 48 horas – contra a média mundial de 15 dias. Até alguns anos, o desenvolvimento de uma vacina levava 15 a 20 anos, desde a análise do vírus até a aprovação. A Pfizer fechou em março o acordo com a BioNTech para desenvolver, testar e produzir até 50 milhões de doses até dezembro – 1,3 bilhão de doses até o final de 2021.

Toda a cadeia de produção de vacinas passou por um enorme processo de aceleração – muito maior, provavelmente, do que em outras indústrias. Atualmente, há 212 projetos de vacina contra SARS-CoV-2, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Boa parte deles envolve startups, que viram suas ações dispararem no mercado. As ações da BioNTech subiram 230% desde o início do ano e sua valuation US$ 27 bilhões. As ações da Moderna subiram 290% no mesmo período.

A fé que o mercado deposita nessas companhias está fundamentada em tecnologia. Nanotecnologia, engenharia genética, terapia gênica e outras abordagens permitiram dar tamanho “salto” em tão pouco tempo. Isso e o fato de que muitos desses cientistas já realizavam pesquisas quando foi dada a largada para a corrida pela primeira vacina aprovada.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a Cyber Week e assine

De adenovírus a RNA: os prós e contras das tecnologias para vacinas contra Covid-19

Healthtech

De adenovírus a RNA: os prós e contras das tecnologias para vacinas...

Cada vacina usa uma abordagem ligeiramente diferente para preparar seu sistema imunológico para reconhecer e combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a Covid-19

Por Suresh Mahalingam e Adam Taylor, The Conversation
Vacina não é garantia de uma retomada rápida dos negócios

Tendências

Vacina não é garantia de uma retomada rápida dos negócios

Assim como os cientistas, também os economistas acreditam que as restrições impostas para conter a propagação do vírus terão de ser relaxadas gradualmente

Por Redação The Shift -
Como prever e prevenir a próxima pandemia?

Healthtech

Como prever e prevenir a próxima pandemia?

O setor de tecnologia, o poder público, organizações internacionais e a academia podem colaborar para criar um sistema de alerta

Por João Ortega