s
TENDÊNCIAS

Consórcio na ponta dos dedos, mas só para mulheres

Startup nasce para democratizar o acesso ao crédito programado na modalidade de consórcio, usando exclusivamente canais digitais

O propósito? Democratizar o acesso ao crédito justo. A crença? A de que o esforço coletivo das mulheres poderia fazer isso acontecer. O meio? A criação de um fintech focada em consórcios, dedicada exclusivamente a elas. Assim, no início de 2021, nasceu a fintech eutbem, focada em ajudar mulheres a realizarem seus planos de empreender, estudar, reformar a casa, viajar, pagar uma cirurgia plástica, a festa de 15 anos da filha e o que mais desejarem, através do conceito de crédito programado, que cabe no bolso (ou bolsas).

Autorizada pelo Banco Central, que regulamenta o setor de consórcios, e associada da ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio, a eutbem vem desintermediando a venda de consórcios, feita hoje quase que exclusivamente pelos grandes bancos e conglomerados financeiros. A contratação do consórcio pode ser feita 100% de forma digital, site, por telefone ou WhatsApp , e já conta com a opção de pagamento via PIX.

O primeiro grupo, com foco em serviços, foi formado no fim do ano passado e já teve as primeiras contempladas. O funcionamento é o mesmo do consórcio tradicional. Todo mês cada participante coloca um valor, estipulado antecipadamente como parcelas, em um fundo. O montante é sorteado e destinado, na forma de carta crédito, para que alguém do grupo adquira determinado bem ou serviço. Os sorteios ocorrem gradativamente, com frequência pré-estabelecida, até que todos os participantes tenham sido contemplados e recebam o valor que foi depositado nas parcelas.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Open Finance vai mais longe com dados enriquecidos

Inteligência Artificial

Open Finance vai mais longe com dados enriquecidos

Ao economizarem tempo no consumo de insights, em vez de dados brutos, as instituições financeiras construirão melhores serviços, explica Albert Morales, diretor-geral da Belvo

A teia gigante da Economia das APIs

Tendências

A teia gigante da Economia das APIs

São a ponte entre diferentes ecossistemas e são as facilitadoras da inovação. O mercado financeiro nacional é o maior exemplo de que não podemos mais sobreviver sem elas

NeuroAI, a próxima fronteira

Inteligência Artificial

NeuroAI, a próxima fronteira

Ela está ajudando os neurocientistas a tornar os modelos cerebrais in silico mais precisos. Em breve, será possível baixar e usar modelos sensoriais, sob demanda, na saúde, na publicidade, etc.

Créditos de carbono para compensar emissões e preservar as florestas

Tendências

Créditos de carbono para compensar emissões e preservar as florestas

Uma das startups que desenvolve o mercado voluntário no Brasil, a Carbonext atrela a compensação das emissões de CO2 à preservação da Amazônia.

Quando os atributos são mais relevantes que as habilidades

Tendências

Quando os atributos são mais relevantes que as habilidades

E por que compreender a diferença entre os dois é um passo crítico para otimizar seu desempenho em tempos desafiadores, segundo os profissionais de RH

Assim nasce uma mediatech

Tendências

Assim nasce uma mediatech

Globo investe em soluções proprietárias de métricas, modelos estatísticos e performance para otimizar a publicidade multiplataforma