s
Os futuristas estão sempre buscando padrões que permitam antever cenários futuros Crédito: Dreamstime
O SHIFT DA QUESTÃO

Como pensar como um futurista?

Como imaginar o futuro quando ainda estamos vivendo o presente? Os futuristas estão sempre buscando padrões que permitam antever cenários futuros. Nas empresas, isso implica projetar o impacto das mudanças nos negócios. Dá para aprender a pensar como um futurista? Sim. E ter uma estratégia. "Se você não tem uma estratégia, você é parte da estratégia de alguém", disse Alvin Toffler, para quem os analfabetos de amanhã são aqueles que não aprenderam a desaprender. E aprender de novo.

Por Cristina De Luca, João Ortega, Silvia Bassi e Soraia Yoshida 30/01/2021

Conteúdo

 

Jogue fora a bola de cristal, o baralho de Tarot, as moedinhas de I Ching e as previsões de Nostradamus e trate de se concentrar no agora. Futuristas começam pelo presente para desenhar futuros possíveis, e fazem questão absoluta de dizer que não fazem previsões, fazem projeções. Usam a sabedoria que o escritor William Gibson resumiu muito bem em uma frase: "o futuro já está aqui, só não está distribuído uniformemente" .

Vou pedir licença para fazer uma analogia "fora da casinha" para explicar, mas pense que futuristas são como esponjas: absorvem todos os sinais ao seu redor, fazem um monte de perguntas, usam dados, notícias, informações, ciências exatas, ciências humanas, modelos de análise para filtrar os ruídos e depois aplicam muita imaginação e criatividade para tirar desse caldo cenários de futuro.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Quem ganha com a Economia dos Criadores?

O Shift da Questão

Quem ganha com a Economia dos Criadores?

Quantos likes teve seu último post? E como foi o impacto do seu comentário que movimentou amigos e fãs? Agora, imagine que assim como você, há milhões de pessoas postando conteúdos todos os dias. É dessa possibilidade de ganhar visi...

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida
O que estressa você na internet?

O Shift da Questão

O que estressa você na internet?

"Transtorno de estresse das manchetes" e Fear of Missing Out (FOMO) são dois exemplos das angústias da era digital. O que estressa você na internet, esse lugar em que passamos, atualmente, a média de sete horas por dia?

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Silvia Bassi
Qual é o legado do 11 de setembro?

O Shift da Questão

Qual é o legado do 11 de setembro?

Vinte anos após o ataque terrorista que destruiu as Torres Gêmeas, uma parte do Pentágono e deixou quase 3 mil mortos, o que mudou na tecnologia e nos negócios?

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Soraia Yoshida
Para onde vai a nova economia?

O Shift da Questão

Para onde vai a nova economia?

A Economia Espacial é composta por fabricantes de foguetes e satélites, infraestrutura de telecomunicações e internet, pesquisadores de mudanças climáticas, setores de defesa e mais

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio, Silvia Bassi e Soraia Yoshida
Qual é o legado tecnológico da Olimpíada de Tóquio?

O Shift da Questão

Qual é o legado tecnológico da Olimpíada de Tóquio?

Os Jogos de Tóquio devem deixar uma herança de que a tecnologia pode nos fazer melhores, mais rápidos, enquanto nos oferece imagens construídas a partir de dados e nuvem

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Soraia Yoshida
Os games vão invadir todas as praias?

O Shift da Questão

Os games vão invadir todas as praias?

A indústria de games é mais lucrativa do que o cinema em termos globais e as indústrias de esportes nos EUA

Por Cristina De Luca, Marina Hortélio e Soraia Yoshida