s
Crédito: Unsplash

STARTUPS

Como anda a sua prontidão digital?

Sem infraestrutura e desenvolvimento para acesso e uso de tecnologias digitais, não se pode falar em aptidão digital

Por Silvia Bassi 22/06/2021

Primeiro uma explicação: nenhum país pode se declarar apto ao digital se não tiver implantado infraestrutura correspondente e investido nas habilidades para o desenvolvimento, acesso e uso das tecnologias digitais por cidadãos, empresas e, obviamente, o governo. Esse é o ponto de partida do livro 3 da coletânea "A Economia Digital passada a limpo", que é organizada pelo professor Carlos Arruda, diretor do núcleo de inovação e empreendedorismo da Fundação Dom Cabral (FDC).

O terceiro livro, que tem como coautora a professora Heloisa Menezes, será lançado hoje (22/06), e poderá ser baixado gratuitamente no site do projeto a partir das 18 horas. O livro reúne textos de 30 stakeholders nacionais e internacionais sobre como construir um estado de prontidão digital para um país, com foco no Brasil. A questão da conectividade trazida pelo 5G é parte da conversa, mas de que adianta, ponderam os participantes, ter conectividade se ela não é acessível nem pelo custo, nem pela capacitação, para toda a população?

Provocações para fazer pensar:

  • 60% da população brasileira pagam um valor maior que o recomendado pela Comissão de Banda Larga da ONU a cada 1 GB de dados móveis (deveria ser 2% da renda média mensal), alerta Nathalia Foditsch, da Web Foundation, em seu texto.
  • É preciso descarbonizar a produção de energia e digitalizar os sistemas elétricos para dar sustentabilidade à matriz energética que mantém o mundo digital vivo. Mas essa mesma digitalização traz consigo os riscos de ataques cibernéticos que podem nos paralisar, escreve Alberto Villela, mestre e doutor em Planejamento Energético pela COPPE/UFRJ

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

A geopolítica impacta a transformação digital da sua empresa

Economia Digital

A geopolítica impacta a transformação digital da sua empresa

Estudo da Fundação Dom Cabral explora as tendências da economia digital, tanto a nível regional quanto global

Por João Ortega
Indústria 4.0 no Brasil prioriza produtividade e sustentabilidade

Produtividade

Indústria 4.0 no Brasil prioriza produtividade e sustentabilidade

Adoção de tecnologias da Indústria 4.0 está atrasada no Brasil, com apenas 40% das empresas com as competências necessárias

Por João Ortega
Semeador de startups

Entrevista

Semeador de startups

Rodolfo Santos, CEO do BMG UpTech é um gestor decidido a ampliar a prática de corporate venture no país

Por Cristina De Luca