s
Crédito: Divulgação

HEALTHTECH

Casa Branca dá uma força para farmacêuticas (sem querer)

Desde que foram indicados para o tratamento do presidente Donald Trump contra o coronavírus, dois medicamentos chamaram atenção dos investidores

Por Redação The Shift 05/10/2020

A Casa Branca, mesmo sem querer, deu uma forcinha para as ações da farmacêutica Regeneron. Fabricante do REGN-COV2, indicado como parte do tratamento contra a Covid-19 para Donald Trump, a companhia acumulou alta de 2% no preço de suas ações no mercado desde o anúncio de que o presidente infectado estava recebendo a droga.

A Regeneron anunciou no final da semana passada que o medicamento, ainda não aprovado pela FDA, reduziu a carga viral e o tempo necessário para abrandar os sintomas do coronavírus. mercado aponta que o REGN-COV2 poderia render US$ 6 bilhões em vendas anuais em 2021.

Outra droga prescrita para uso presidencial é o Remdesivir, da farmacêutica Gilead Sciences. Produzida inicialmente para o tratamento contra o Ebola, ela recebeu uma autorização emergencial para ser usada por pacientes com coronavírus.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

A vez das healthtechs

Entrevista

A vez das healthtechs

A saúde móvel ganhou maior visibilidade com a crise do Covid-19 e será dominante em alguns anos, aposta Michel Glezer, diretor da Qualcomm Ventures

Por Cristina De Luca
Ampliando as fronteiras da medicina

Tendências

Ampliando as fronteiras da medicina

Seja no planejamento cirúrgico ou para educação de pacientes, a Realidade Aumentada está se tornando uma ferramenta gradativamente essencial para a saúde humana, dentro e fora dos hospitais

Por Redação The Shift
Como detectar a próxima ameaça viral

Segurança

Como detectar a próxima ameaça viral

Conheça o Sentinel, um sistema que detecta e faz o tracking de ameaças virais em tempo real - e que poderia avisar antecipadamente sobre o risco e permitir uma reação rápida de governos

Por Redação The Shift