s
Crédito: Pixabay

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Aliança entre Microsoft e OpenAI frustra setor de tecnologia

O processamento de linguagem natural GPT-3 é o modelo de deep learning associado à linguagem com maior potencial de aplicações disruptivas no mercado

Por Redação The Shift 30/09/2020

A Microsoft confirmou um acordo com a OpenAI para obter exclusividade na licença de uso do promissor modelo de processamento de linguagem natural GPT-3. Até o momento, é o modelo de deep learning associado à linguagem com maior potencial de aplicações disruptivas no mercado. 

A OpenAI nasceu como uma organização sem fins lucrativos, a fim de garantir o desenvolvimento aberto de Inteligência Artificial. Com a exclusividade da licença vêm uma série de implicações na dinâmica do setor de tecnologia:

  • Outros apoiadores da OpenAI podem reduzir investimentos para não alimentar o negócio da Microsoft;
  • Por outro lado, o laboratório do Vale do Silício vai contar com estrutura, recursos e dados da Big Tech para o desenvolvimento contínuo do modelo, que é custoso;
  • Além disso, a empresa de Satya Nadella poderá criar aplicações inovadoras para o Bing, buscador online, e para a Cortana, assistente virtual – dois segmentos em que não é líder.

O mercado não digeriu bem a notícia anunciada pela Microsoft. “Supostamente uma organização que deveria ajudar a sociedade, mas agora só beneficia uma das empresas mais ricas do mundo”, afirmou o MIT Technology Review. Elon Musk, um dos fundadores da OpenAi, disse que “isto é o oposto de aberto (open)”.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

25 jovens cientistas estão mudando o mundo

Inteligência Artificial

25 jovens cientistas estão mudando o mundo

O Fórum Econômico Mundial divulgou a lista dos 25 jovens cientistas que lideram hoje pesquisas que terão impacto nas mais variadas áreas da vida humana, da engenharia de tecidos a navegação espacial

Por Redação The Shift
A Internet dos Corpos já está entre nós

Inteligência Artificial

A Internet dos Corpos já está entre nós

Usar o corpo humano como uma plataforma de dados oferece enormes possibilidades, mas também novos riscos

Por Cristina De Luca
Computação Neuromórfica, IA Emocional e o futuro

Inteligência Artificial

Computação Neuromórfica, IA Emocional e o futuro

A expectativa da indústria é a de que a Computação Neuromórfica ande mais rápido que a Computação Quântica em relação à disponibilidade de produtos de baixo custo

Por Redação The Shift