s
Crédito: Pixabay

INOVAÇÃO

5 motivos para fazer inovação aberta

No Brasil, 83% das empresas acreditam precisar de inovação para se destacar no período pós-pandemia, porém apenas duas em cada dez já apresentam estratégias de associação com o ecossistema de startups

Por Redação The Shift 22/09/2020

Na Nova Economia, inovação não fica restrita a um universo à parte onde ficam as startups. Pelo contrário, é essencial para o sucesso da economia compartilhada a construção conjunta da inovação entre corporações e startups. Este movimento, conhecido como inovação aberta, vem amadurecendo no Brasil nos últimos anos e foi acelerado pela Covid-19.

Neste cenário, 83% das empresas no Brasil acreditam precisar de inovação para se destacar no período pós-pandemia, porém apenas duas em cada dez já apresentam estratégias de associação com o ecossistema de startups. A Liga Ventures é uma das organizações que visa diminuir essa lacuna, conectando as duas pontas da colaboração e organiza o evento anual Liga Open Innovation Summit. 

Raphael Augusto, startup hunter da Liga Ventures e um dos organizadores do evento, listou em entrevista exclusiva à The Shift os cinco principais motivos pelos quais grandes corporações estão aderindo à inovação aberta. Mas, antes, o especialista ressalta: “inovação é um hábito, um processo. Não é uma iniciativa isolada. É um movimento em que você semeia diversas ações internas e externas para colher os resultados e capturar valor real”.

Receba nossa newsletter
  1. Resolução de problemas específicos: startups são especialistas em seus mercados e têm alta capacidade de solucionar problemas particulares de corporações mais abrangentes;
  2. Explorar novos mercados: empresas podem se valer da agilidade de startups para testar novos produtos sem a lentidão habitual de seus processos internos;
  3. Acesso a talentos: o ecossistema de startups está recheado de profissionais com habilidades relevantes para o mercado atual, especialmente na área de tecnologia;
  4. Inovar com agilidade: troca de experiência e conhecimento com startups acelera a transformação cultural;
  5. Ganhos futuros: em caso de aquisição ou investimento, corporações podem lucrar com as startups parceiras.

Uma breve história da simplicidade

Inovação

Uma breve história da simplicidade

Da filosofia da Grécia Antiga aos teóricos da economia digital, a busca pela simplicidade é um tema recorrente na vida em sociedade

Por João Ortega
GM segue firme e forte com transformação digital

Inovação

GM segue firme e forte com transformação digital

A montadora é uma das forças por trás do avanço dos carros elétricos e vai usar sua experiência para o novo negócio em logística

Por Redação The Shift
DALL-E e CLIP: uma palavra pode gerar mil imagens

Inteligência Artificial

DALL-E e CLIP: uma palavra pode gerar mil imagens

Modelos de processamento da OpenAI são capazes de criar imagens a partir de textos e classificar imagens de um jeito que nunca se viu

Por Redação The Shift
Um holograma para chamar de seu

Inovação

Um holograma para chamar de seu

Uma startup norte-americana vai oferecer serviço para transformar fotos pessoais de usuários em hologramas bem realistas

Por Redação The Shift
Como pensam os jovens mais inovadores do Brasil

Inovação

Como pensam os jovens mais inovadores do Brasil

Entre os destaques da lista Under 30 da Forbes, estão temas como diversidade, logística e tecnologia para o agronegócio

Por Redação The Shift
3 tecnologias que vão mudar o futuro da humanidade

Inovação

3 tecnologias que vão mudar o futuro da humanidade

O físico teórico Michio Kaku afirma que dentro das próximas décadas o câncer será tão trivial quanto uma gripe comum

Por Redação The Shift