s
Crédito: Stefan Cosma/Unsplash
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Vale dar um pouco de consciência à IA?

Organizações e corporações internacionais estão correndo para desenvolver diretrizes globais para o uso ético da inteligência artificial

Nas últimas semanas, especialistas de todo o mundo se debruçaram sobre um tema espinhoso: a possibilidade de as máquinas adquirirem autoconsciência quando se tornarem suficientemente complexas. Isoladas, ou operando em rede, elas poderiam adquirir alguma autoconsciência, manifestada em contextos específicos, como quando somos confrontados com informações que nos forçam a reavaliar nosso ambiente e, em seguida, tomar uma decisão executiva sobre o que fazer a seguir, como já fazem alguns robôs?

Pesquisadores de IA, como Yoshua Bengio, diretor da Mila, estão cada dia mais influenciados pela neurociência e determinados a investigar se as redes neurais podem e devem atingir os mesmos níveis elevados de cognição que ocorrem no cérebro humano. A esperança é a de que um nível de percepção análogo à consciência em humanos possa tornar as IAs futuras muito mais inteligentes.

Mas dar às máquinas o poder de pensar assim também acarreta riscos - e incertezas éticas. Por isso, organizações e corporações internacionais estão correndo para desenvolver diretrizes globais para o uso ético da inteligência artificial. Que, quase sempre, passa pela ideia de evitar vieses e desenvolver uma IA mais justa, explicável e responsável.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

IA Neuro-Simbólica: chegamos à terceira onda da Inteligência Artificial

Inteligência Artificial

IA Neuro-Simbólica: chegamos à terceira onda da Inteligência Artifi...

A promessa é a de transcender os limites do Deep Learning e da IA Simbólica, aprendendo com conjuntos de dados de treinamento bem menores, tornando a aquisição de dados muito mais fácil

A Black Friday é a hora de colher os frutos das estratégias de IA

Inteligência Artificial

A Black Friday é a hora de colher os frutos das estratégias de IA

A inteligência artificial ajuda a oferecer uma melhor experiência para o consumidor por permitir que a marca conheça a fundo o cliente. Assim, as empresas se destacam da concorrência na Black Friday.

Por Marina Hortélio
Cuidado com termos como

Inteligência Artificial

Cuidado com termos como "IA para Todos"

Para a sociedade civil, existe um receio de que as Big Techs controlem a Inteligência Artificial

Automação Inteligente, robôs e empresas: como ficam os negócios

Inteligência Artificial

Automação Inteligente, robôs e empresas: como ficam os negócios

A automação inteligente apareceu em praticamente todas as listas de tendências para 2021 e segue presente nas listas de 2022

A automação inteligente acelera a transformação digital da Suzano

Inteligência Artificial

A automação inteligente acelera a transformação digital da Suzano

SARA, a robô de compras da companhia, é um case emblemático de como o pensamento estratégico, aliado à agilidade, open innovation e tecnologias emergentes, aumenta a produtividade

A sua empresa é alimentada por IA?

Inteligência Artificial

A sua empresa é alimentada por IA?

O que falta para chegar lá? Pesquisa da Deloitte aponta os caminhos