s
Crédito: (Divulgação)
INOVAÇÃO

Unicórnio ultra-rápido: Daki ultrapassa o valuation de US$ 1 bi em menos de 1 ano

A oferta de uma boa experiência de consumo e a fusão com a startup americana JOKR foram fundamentais para o sucesso entre os investidores.

A agilidade é primordial na Daki, startup brasileira de delivery de mercado ultra-rápida. Para além das entregas em 15 minutos, a empresa também é acelerada nos aportes. Em apenas 10 meses de atuação, o grupo formado por Daki e JOKR atingiu o status de unicórnio ao fechar uma rodada série B de US$ 260 milhões que elevou o seu valuation para US$ 1,2 bilhão. Em julho, a companhia já tinha recebido um series A de US$ 170 milhões. Dois pontos são fundamentais para o sucesso: entregar uma boa experiência para o cliente e saber escolher a parceria certa.

“Em poucos meses tivemos um crescimento super expressivo muito apoiado em uma excelente qualidade de serviço, em uma proposta de valor muito forte e com unity economics saudáveis. Nosso negócio é rentável no quesito de margem bruta em algumas cidades”, comemora Rafael Vasto, CEO e cofundador da Daki. No último trimestre, a plataforma teve um crescimento de 933%.

Quando fundadas, em 2021, as startups eram empresas separadas. A Daki foi criada em janeiro, em São Paulo, enquanto a JOKR abriu seu primeiro hub no México, em março. A fusão só ocorreu em junho, ampliando a oportunidade de crescimento e captação de investimento - um grupo grande com atuação global e altas ambições é ainda mais atraente para os investidores.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

PMEs e startups: parceria incrementa digitalização

Inovação

PMEs e startups: parceria incrementa digitalização

Com mais maturidade digital, as pequenas e médias empresas brasileiras podem beneficiar ainda mais a economia. As startups trazem as soluções para apoiar a digitalização

Chega de embromação:

Entrevista

Chega de embromação: "temos que colocar dinheiro nas mãos das mulhe...

Para a CEO da socialtech B2Mamy, Dani Junco, só o dinheiro liberta. Por isso, as startups e as iniciativas de apoio ao empreendedorismo feminino devem receber mais cheques.

É real: dados e IA turbinam vendas

Inteligência Artificial

É real: dados e IA turbinam vendas

Não faltam exemplos, em diferentes pontos do processo, como mostram os cases das startups Nubimetrics, RelevanC e Retargetly

Entre as startups, falta governança corporativa

Liderança

Entre as startups, falta governança corporativa

A recomendação é aplicar práticas de governança desde o começo e evoluir com o crescimento da companhia.

Liberdade para quem?

Economia

Liberdade para quem?

Elon Musk pagou US$ 44 bilhões pelo Twitter, mas seus problemas são muito maiores de que só encontrar um jeito de fazer o upside financeiro da rede social

Com IA, lawtechs e legaltechs ajudam as empresas a fechar acordos judiciais

Inteligência Artificial

Com IA, lawtechs e legaltechs ajudam as empresas a fechar acordos judi...

Usar inteligência artificial para analisar os processos dá visibilidade às ações enfrentadas e indica quando vale seguir para uma solução por meio de acordo.