s
Angela Strange, partner da Andressen Horowitz Crédito: Reprodução/YouTube
FINTECHS

Toda empresa deveria estar pensando em oferecer serviços financeiros

Para Angela Strange, partner da Andreessen Horowitz, a primeira onda de fintechs provou ser possível oferecer serviços bancários sem ter uma só agência de tijolos e cimento

"Toda empresa deveria estar pensando em oferecer serviços financeiros para atender melhor seus consumidores". Para Angela Strange, partner da Andressen Horowitz, a primeira onda de fintechs provou ser possível oferecer serviços bancários sem ter uma só agência de tijolos e cimento.

A segunda onda disruptiva virá com a proliferação do uso de APIs e as mudanças regulatórias, que permitirão a empresas diversas conectar-se a uma infraestrutura preexistente e oferecer serviços financeiros antes só permitidos a bancos e financeiras tradicionais.

Em pouco mais de 16 minutos, Angela "dá uma geral" no cenário com um enfoque diferente: "o lado único dessa ruptura é que startups e instituições financeiras tradicionais podem tirar proveito dela. Mas a grande maioria virá de companhias que estão agregando serviços financeiros pela primeira vez"...Em cinco anos, eu garanto que 80% de vocês vão se declarar trabalhando no mercado financeiro sem mudar de emprego", disse ela à plateia do a16z Summit.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

O boom das criptomoedas atrai empresas para o setor

Inovação

O boom das criptomoedas atrai empresas para o setor

De olho em novos investidores, o BTG Pactual vai lançar uma plataforma de criptomoedas. É o primeiro banco nacional a fazer esse movimento, mas outros players estão de olho

Por Marina Hortélio

Entrevista

"O Open Banking deve ser como a eletricidade, conectando tudo e a todo...

Para Seshika Fernando, Vice-Presidente da WSO2, há duas grandes oportunidades no Open Banking: para os bancos expandirem seus canais de contato, e para os 120 milhões de usuários que estão subutilizando os serviços bancários

Por Silvia Bassi
Mobile banking aponta caminho para fintechs e bancos

Mobile

Mobile banking aponta caminho para fintechs e bancos

As startups dos setor financeiro nasceram digitais, o que lhes dá vantagem competitiva em um cenário de crescimento do mobile

Por Marina Hortélio
Empréstimos peer-to-peer crescem como alternativa de crédito no Brasil

Fintechs

Empréstimos peer-to-peer crescem como alternativa de crédito no Bras...

Regulado pelo Banco Central desde 2018, mercado de P2P Lending promete taxas melhores que investimentos tradicionais

Por João Ortega
Com concorrência de bancos digitais, insurtechs reinventam os seguros

Fintechs

Com concorrência de bancos digitais, insurtechs reinventam os seguros

Enquanto as fintechs usufruem de UX em bases já consolidadas de usuários, startups nativas do mercado inovam na proposta de valor

Por João Ortega
Fintechs de crédito alavancam PMEs e startups na pandemia

Fintechs

Fintechs de crédito alavancam PMEs e startups na pandemia

Alternativa a grandes bancos, negócios digitais criam produtos voltados a demandas específicas dos empreendedores

Por João Ortega