s
SEGURANÇA

Segurança: Protegendo os Jogos Olímpicos de Paris 2024

Diferentes soluções estão sendo implementadas para garantir a segurança dos jogos olímpicos desse ano.

Por Mateus Martinez 08/07/2024

Como diz o ditado popular “é melhor prevenir do que remediar”, especialmente quando pensamos em um evento da magnitude dos Jogos Olímpicos, para o qual são esperados mais de 3 milhões de espetadores. As autoridades e os organizadores estão testando mais de 700 soluções tecnológicas para garantir a segurança dos jogos, segundo o grupo de empresas francesa GICAT. Entre elas existem soluções que usam Inteligência Artificial (IA), sistemas de alerta com geolocalização e monitoramento aéreo.

  • Alerta inteligente: Conhecido como FR-ALERT, é um sistema de alertas de segurança acionado para incidentes. Ele utilizará diferentes meios de comunicação, sejam mensagens de texto (SMS), alertas em sites ou sirenes na rua, enviando avisos contextualizados para os usuários. O sistema opera com base na localização do usuário, dependendo de quão próximo estiver do incidente. O FR-ALERT já está em funcionamento desde 2022.

Parâmetro de Paris onde ocorrerão as competições Fonte: FR-ALERT

  • IA nas Câmeras de SegurançaO sistema criado pelas empresas Videtics, Orange Business, ChapsVision e Wintics analisa em tempo real os vídeos das câmeras de rua para identificar “eventos” que poderiam representar situações de risco, como por exemplo, objetos abandonados, armas e incêndios. É importante destacar que a tecnologia não usará recursos de reconhecimento facial, pois desde junho de 2023, é proibido utilizar esse tipo de tecnologia em câmeras de segurança.
  • Defesa anti-drone: As autoridades francesas farão o monitoramento do espaço aéreo locale a polícia terá acesso a rifles anti-drone que conseguem interferir no sinal deles. O sistema de monitoramento foi pensado para evitar ataques ou incidents com drones. No entanto, está sendo alvo de críticas da mídia francesa devido ao desempenho abaixo do esperado nos testes realizados em março.
  • Ataques Cibernéticos: A principal parceira de cibersegurança dos Jogos Olímpicos, a Atos, utilizará um sistema com Inteligência Artificial para o monitoramento de possíveis ataques cibernéticos. Essa iniciativa é especialmente importante devido à preocupação de que o evento seja alvo de ataques hackers, muitos deles originados na Rússia, em retaliação ao apoio do governo francês à Ucrânia, explica a subsidiária do Google, Mandiant, em um relatório. A CISCO, responsável pela proteção da rede local durante os jogos, estima que os ataques cibernéticos devem aumentar 10 vezes comparados aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Segurança: Protegendo os Jogos Olímpicos de Paris 2024

Segurança

Segurança: Protegendo os Jogos Olímpicos de Paris 2024

Diferentes soluções estão sendo implementadas para garantir a segurança dos jogos olímpicos desse ano.

Do Deepfake ao ChatGPT: como a IA impulsiona fraudes e golpes

Segurança

Do Deepfake ao ChatGPT: como a IA impulsiona fraudes e golpes

Foi-se a época em que a ortografia e a gramática inadequadas eram indicadores de um possível golpe. Há necessidade urgente de soluções inovadoras.

Por Cassiano Cavalcanti *
Não adianta trancar a porta e deixar a janela aberta

Segurança

Não adianta trancar a porta e deixar a janela aberta

Vulnerabilidades conhecidas desempenharam um papel importante nos ataques de 2022

Redes blockchain são seguras?

Segurança

Redes blockchain são seguras?

A tecnologia blockchain foi construída em torno das ideias de consenso, descentralização e criptografia de modo a garantir confiança nas transações. Mas esta é uma cláusula pétrea? Sem ameaças, riscos ou imperfeições?

Cresce a

Segurança

Cresce a "tecnologia hostil" em 2023

A natureza das ameaças cibernéticas está mudando e os métodos tradicionais para prevenir ataques estão falhando rotineiramente. As empresas vão precisar ampliar seu escopo de segurança para proteger os consumidores e minimizar o pote...

A cibersegurança chegou ao board, mas falta trazer o CISO

Segurança

A cibersegurança chegou ao board, mas falta trazer o CISO

Pesquisa com 600 membros de conselhos administrativos de empresas globais mostra que o Brasil é o país que menos conecta responsáveis pela segurança digital com a gestão.