s
GESTÃO

Privilegie o feedforward

De olho no aprendizado contínuo e na inovação, metodologia começa a destronar o feedback nas avaliações de pessoas. Parece só uma troca de palavras, mas é não é. E pode gerar excelência.

Muitas empresas, coaches executivos e profissionais de RH estão tentando apagar do léxico corporativo a palavra feedback – potencialmente indutora de ansiedade — e favorecendo um conceito conhecido como feedforward, uma visão prospectiva das pessoas, do desempenho e do seu potencial. No fundo, o que estão fazendo é recuperando e redefinindo o verdadeiro valor do feedback: tornar profissionais melhores.

Muitas vezes o feedback é usado de forma errada, concentrando-se apenas nos erros ou sendo subjetivo e esporádico. As pessoas precisam saber se suas ações e atitudes as estão levando na direção certa e no ritmo adequado. O feedback permite que entendam onde estão em sua trajetória profissional e se estão estagnadas, retrocedendo ou progredindo.

Mas a prática de feedback tem um problema fundamental: centra-se no passado e é inconsistente com um mercado cada vez mais dinâmico. É aí que entra o feedforward, uma evolução do feedback tradicional, com o futuro como foco para as interações entre lideranças e colaboradores, tentando antecipar demandas e problemas em vez de resolvê-los depois que já aconteceram.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Inclusão pode ser a resposta para a crise do burnout

Liderança

Inclusão pode ser a resposta para a crise do burnout

As empresas precisam trabalhar a inclusão muito além do onboarding, criando um espaço em que as pessoas se sentem seguras para se expressar

Por que é tão difícil abraçar mudanças audaciosas?

Gestão

Por que é tão difícil abraçar mudanças audaciosas?

Porque talvez estejamos deixando de fazer as pergunta mais difíceis, diz designer, curador e empresário Seth Goldenberg.

Gestão de mudanças também é cultura e estratégia

Gestão

Gestão de mudanças também é cultura e estratégia

Nunca foi tão necessário repensar toda a abordagem da empresa à mudança. Entraremos em uma época na qual a capacidade de mudar se tornará central para a estratégia corporativa.

É hora de ouvir mais e agir rápido para não perder pessoas-chave

Gestão

É hora de ouvir mais e agir rápido para não perder pessoas-chave

Chegou a época do ano de fazer balanço e, de segurar aquelas pessoas que fazem a diferença na empresa. Já ouviu falar de "stay interviews"?

O que torna o feedback tão difícil?

Liderança

O que torna o feedback tão difícil?

A dor de descobrir lacunas profundas provoca fortes emoções e aciona gatilhos indesejados. Às vezes, a hesitação em aceitar essas lacunas vem das reservas que temos com a pessoa que as apontou

Mais princípios, menos conflitos

Gestão

Mais princípios, menos conflitos

Quando as empresas enfrentam decisões difíceis, princípios bem articulados podem ajudá-las a fazer melhores escolhas. Mais do que declarações vazias se missão e valores. E o que define os princípios?