s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Poderes e limitações dos robôs

Daniela Rus, roboticista e diretora do MIT CSAIL em parceria com Gregory Mone mostram como a robótica pode auxiliar a humanidade no futuro em um novo livro.

Há hoje mais 3,1 milhões de robôs trabalhando em fábricas — embalando mercadorias, montando produtos, monitorando a qualidade do ar e muito mais. “Há uma revolução robótica em andamento”, afirma Daniela Rus, roboticista e diretora do MIT Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory, em seu novo livro, "The Heart and the Chip: Our Bright Future With Robots”, escrito em parceria com o escritor científico Gregory Mone. "Se essa revolução for conduzida de forma correta e inteligente, as máquinas inteligentes terão o potencial de melhorar a qualidade da vida humana de forma tão drástica quanto o arado", escrevem.

Na opinião de Rus, os robôs podem dar “superpoderes” aos humanos. Levar nossa visão, audição, tato e até mesmo olfato a locais distantes e vivenciar esses lugares de uma forma mais visceral. As possibilidades são infinitas e infinitamente emocionantes. “O que escolhermos fazer com eles definirá o seu impacto e valor. E podemos escolher fazer coisas incríveis.”

O que a robótica realizou na última década é impressionante, mas o que estamos preparados para fazer nos próximos 20 anos é ainda mais emocionante, segundo Ros. Na verdade, estamos apenas começando. Hoje, robôs já podem ser construídos para realizar tarefas específicas repetidamente com uma precisão fenomenal. Mas mesmo os robôs mais avançados ainda não lidam tão bem com incertezas ou mudanças imprevistas. E isso tem muita a ver com as tecnologias usadas na sua construção:

  • a robótica — que põe a computação em movimento ao dar a um sistema de computação um corpo físico e móvel. Imagine o seu smartphone com rodas, asas ou até mesmo uma mão.
  • a inteligência artificial — que os capacita a tomar decisões em áreas muito específicas e focadas. Nesse momento, por exemplo, pesquisadores estão usando IA Generativa e outras técnicas para ensinar novas habilidades aos robôs — incluindo tarefas que eles poderiam realizar em residências.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Desalinhamento na OpenAI

Inteligência Artificial

Desalinhamento na OpenAI

Após uma semana do lançamento do ChatGPT 4o a OpenAI se envolveu em uma série de polêmicas envolvendo o fechamento da equipe de Superalinhamento e um processo da atriz Scarlett Johansson.

Enfim o primeiro AI OS?

Inteligência Artificial

Enfim o primeiro AI OS?

Os anúncios da Microsoft durante a conferência Build mostram que estamos quase chegando a um OS 100% integrado com IA.

Um chamado à comunidade de IA no Brasil

Inteligência Artificial

Um chamado à comunidade de IA no Brasil

Precisamos unir esforços em torno da ideia de uma "IA soberana" para o nosso país

Por Leonardo Santos *
O J.A.R.V.I.S. está mais próximo

Inteligência Artificial

O J.A.R.V.I.S. está mais próximo

Os lançamentos do GPT-4o, da OpenAI, e do Project Astra, do Google, mostram que estamos mais próximos das Inteligências Artificiais vistas no cinema.

A BYOAI já está entre nós

Inteligência Artificial

A BYOAI já está entre nós

Colaboradores estão cada vez mais utilizando ferramentas de inteligência artificial no trabalho por conta própria, revela estudo da Microsoft.

Modelos de linguagem têm limite?

Inteligência Artificial

Modelos de linguagem têm limite?

O lançamento do Phi-3 e do Snowflake Arctic mostra como os novos modelos de linguagem estão cada vez mais avançados.