s
O escritor Edward Tenner diz que precisamos encontrar equilíbrio para desfrutar dos benefícios da tecnologia Crédito: James Duncan Davidson / TED
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Obsessão por eficiência nos faz menos eficientes?

Talvez esse período de isolamento social seja um bom momento para refletir a respeito

Nossa obsessão com a eficiência está realmente nos tornando menos eficientes? Talvez esse período de isolamento social seja um bom momento para refletir a respeito. Um dia, tudo será mais fácil, mais rápido e melhor, nos disseram. É uma visão atraente, mas há uma desvantagem em toda essa eficiência, diz o estudioso e escritor Edward Tenner, autor de "The Efficiency Paradox: What Big Data Can’t Do". na sua opinião precisamos encontrar equilíbrio para desfrutar dos benefícios da tecnologia ou perdemos os benefícios da natureza humana.

Tenner define eficiência como "produzir bens, fornecer serviços ou informações ou processar transações com o mínimo de desperdício". E sustenta a tese de que nosso atual foco tecnocrático da elite na eficiência tem nos levado a uma série de "esforços desperdiçados e oportunidades perdidas".

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

A IA produtiva precisa ser confiável

Inteligência Artificial

A IA produtiva precisa ser confiável

Durante o evento SAS Innovate 2024, a fornecedora mostrou soluções para auxiliar clientes a aproveitar os benefícios da tecnologia com segurança.

AI Index 2024 impressiona

Inteligência Artificial

AI Index 2024 impressiona

Mostra um avanço significativo da IA, conduzido principalmente pela iniciativa privada. Mas a corrida tem seus efeitos colaterais. Faltam avaliações robustas e padronizadas para a IA Responsável. Além disso, a IA vence os humanos em al...

A desilusão da IA Generativa

Inteligência Artificial

A desilusão da IA Generativa

Muitos heavy users exigirão além do que a tecnologia pode entregar, e as próprias corporações, sem políticas de inovação nem dados estruturados, deixarão de aproveitar a promessa de eficiência

Por Yuri Gitahy *
Poderes e limitações dos robôs

Inteligência Artificial

Poderes e limitações dos robôs

Daniela Rus, roboticista e diretora do MIT CSAIL em parceria com Gregory Mone mostram como a robótica pode auxiliar a humanidade no futuro em um novo livro.

E a IA dominou a pista

Inteligência Artificial

E a IA dominou a pista

O relatório anual Enterprise Tech 30, que publica a lista das startups de tecnologia corporativa mais promissoras, na visão dos grandes VCs, mostra startups de IA ocupando espaços do SaaS.

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

Inteligência Artificial

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

"Momento desânimo" na comunidade de IA. A constatação de que os bilhões de dólares investidos não vão retornar tão rápido, faz nascer a ideia de uma bolha de IA Generativa. Mas...