s
GESTÃO

O custo do atraso e a arte da priorização

Para tomar decisões, precisamos compreender o quão valioso e o quão urgente algo é.

Já sentiu que não há horas suficientes no dia para fazer tudo? Entre trabalho, obrigações pessoais e emergências inesperadas, pode ser um desafio manter-se em dia com a lista de tarefas. É aí que entra a priorização — dominar a arte de decidir quais tarefas são mais importantes e concentrar sua energia em concluí-las primeiro.

Muitos fatores influenciam como priorizamos nossas tarefas. Algumas pessoas baseiam suas decisões na urgência, enquanto outras podem focar mais na importância. Outras podem optar por priorizar com base em prazos ou no impacto potencial que uma tarefa pode ter. Não importa quais critérios você use para determinar suas prioridades, o segredo é ser intencional, dizem os consultores da Impacter Education Corporation.

Ao adotar uma abordagem deliberada de priorização, você estará melhor equipado para gerenciar seu tempo de maneira eficaz, atingir seus objetivos e evitar o que Joshua Arnold, CEO da Impacter, define como custo do atraso, aferido a partir de seus dois ingredientes essenciais: o valor (nem sempre financeiro) e a urgência.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Inclusão pode ser a resposta para a crise do burnout

Liderança

Inclusão pode ser a resposta para a crise do burnout

As empresas precisam trabalhar a inclusão muito além do onboarding, criando um espaço em que as pessoas se sentem seguras para se expressar

Por que é tão difícil abraçar mudanças audaciosas?

Gestão

Por que é tão difícil abraçar mudanças audaciosas?

Porque talvez estejamos deixando de fazer as pergunta mais difíceis, diz designer, curador e empresário Seth Goldenberg.

Gestão de mudanças também é cultura e estratégia

Gestão

Gestão de mudanças também é cultura e estratégia

Nunca foi tão necessário repensar toda a abordagem da empresa à mudança. Entraremos em uma época na qual a capacidade de mudar se tornará central para a estratégia corporativa.

É hora de ouvir mais e agir rápido para não perder pessoas-chave

Gestão

É hora de ouvir mais e agir rápido para não perder pessoas-chave

Chegou a época do ano de fazer balanço e, de segurar aquelas pessoas que fazem a diferença na empresa. Já ouviu falar de "stay interviews"?

O que torna o feedback tão difícil?

Liderança

O que torna o feedback tão difícil?

A dor de descobrir lacunas profundas provoca fortes emoções e aciona gatilhos indesejados. Às vezes, a hesitação em aceitar essas lacunas vem das reservas que temos com a pessoa que as apontou

Mais princípios, menos conflitos

Gestão

Mais princípios, menos conflitos

Quando as empresas enfrentam decisões difíceis, princípios bem articulados podem ajudá-las a fazer melhores escolhas. Mais do que declarações vazias se missão e valores. E o que define os princípios?