s
Crédito: iStock

INOVAÇÃO

O avanço da Climate Tech

As tecnologias climáticas estão entre os recursos para cortar pela metade a emissão de gases de efeito estufa

Por Silvia Bassi 22/04/2021

A hora é agora de investir em projetos de Climate Tech (ou "tecnologias climáticas"), alerta o primeiro relatório anual sobre o setor, produzido pela PwC. Mesmo para os "gatos escaldados": VCs que entre 2006 e 2011 investiram mais de US$ 25 bilhões na primeira onda da Climate Tech, para ver mais da metade dessa grana ir pelo ralo. Por várias razões, entre elas a crise econômica de 2008 e a inexistência, na época, de infraestrutura que suportasse as tecnologias clean, aponta a consultoria.

O cenário mudou profundamente, especialmente em infraestrutura, e a oportunidade de 2011 transformou-se na urgência de 2021: o mundo tem dez anos para cortar pela metade as emissões de gases do efeito estufa, antes que a temperatura global suba 1.5°C acima dos níveis pré-industriais. "Virtualmente todo setor da economia global precisa se transformar e radicalizar a descarbonização em apenas dois ciclos de negócios. Antes de 2050, a economia global precisa chegar ao 'net zero' em emissões de carbono", escrevem os consultores.

O que vem a ser climate tech

As tecnologias e soluções abrangem setores-chave como energia, construção civil, mobilidade, indústria pesada, produção de alimentos e agricultura. Mas também incluem áreas transversais a todos os tipos de empresas, como captura e armazenamento de carbono, gestão de emissão de carbono, por meio de transparência e governança (alguém aí ouviu ESG?).

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Abes SW Conference dia 3: as pessoas são a chave da transformação digital

Inovação

Abes SW Conference dia 3: as pessoas são a chave da transformação d...

Grande parte dos profissionais brasileiros ainda precisam desenvolver as habilidades necessárias na nova economia, mas é possível solucionar esse problema com parcerias e um foco na rede pública de ensino.

Por Marina Hortélio
MedRoom: viagens pelo corpo humano com ajuda de VR

Entrevista

MedRoom: viagens pelo corpo humano com ajuda de VR

A startup usa Realidade Virtual para melhorar o aprendizado dos estudantes de saúde e quer usar sua tecnologia para viabilizar um ensino realmente híbrido, como conta o cofundador e CEO da MedRoom, Vinícius Gusmão

Por Marina Hortélio
A gestão participativa de dados pede passagem

Tendências

A gestão participativa de dados pede passagem

Objetivo é auxiliar empresas, desenvolvedores e formuladores de políticas a entender melhor quais direitos consagrar e, assim, aumentar a confiança no compartilhamento e tratamento de dados

Por Cristina De Luca
Abes SW Conference dia 1: sem inovação não há resiliência

The Shift

Abes SW Conference dia 1: sem inovação não há resiliência

No evento gratuito, os convidados também apontaram que saber trabalhar com parceiros, como as startups, é um ponto chave para criar uma empresa mais inovadora

Por Marina Hortélio
As oportunidades do mercado Pet

Tendências

As oportunidades do mercado Pet

O segmento é um dos únicos que cresceu na pandemia, puxado pela tendência de humanização dos pets. Mas o ecossistema ainda possui poucas soluções inovadoras

Por Marina Hortélio
Na Locaweb, M&A integra a estratégia de crescimento

Inovação

Na Locaweb, M&A integra a estratégia de crescimento

Já são 18 empresas adquiridas desde 2012. A estratégia de aquisições foi acelerada após o IPO, em fevereiro de 2020

Por Marina Hortélio