s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Na bola de cristal para 2024, a nova Licença Social

Mais que nunca as empresas passarão a depender de uma licença social digital, que contemple privacidade, segurança da informação e governança em Inteligência Artificial.

Por Gustavo Artese * 10/01/2024

Nós, humanos, portadores de inteligência natural, adoramos saber o que vem pela frente.  Não à toa ciganas, horóscopo, quiromancia, búzios e tarot raramente saem de moda. Trata-se de herança de nossa evolução. Nossos cérebros são máquinas finamente ajustadas para projetar, tanto oportunidades, quanto riscos.  Quer fazer sucesso com um contatinho?  Declare suas habilidades em futurologia com confiança.  Confie em mim; a leitura do artigo dará boa indicação do que nos espera.

É impossível projetar sem olhar para trás. O fio da meada de 2024 passa necessariamente por 2023, ano marcado pela popularização dos modelos Transformers e da IA Generativa (IAGen), assim como pela consequente corrida para sua adoção por organizações de todos os tamanhos e setores. O potencial de alto impacto da tecnologia, rapidamente percebido por lideranças e executivos, levou a hype decorrente de verdadeiro movimento reflexo — a tal da knee jerk reaction.  Nesse contexto, e sem exagero, machine e deep learning já são considerados descobertas históricas da humanidade.

Mas à medida que os meses foram passando, tanto as reais capacidades quanto as limitações da IAGen foram ficando mais claras. A empolgação e a apreensão para “não perder o mais novo e promissor bonde tecnológico” foram sendo substituídas gradualmente pela percepção da necessidade de uma freada estratégica. A constatação quanto à necessidade de investimentos relevantes, os imperativos quanto a treinamento, a dificuldade na escolha dos casos de uso mais adequados ou rentáveis, as limitações e erros inerentes aos LLMs e a necessidade de adequação a requisitos éticos e jurídicos, levaram técnicos e executivos a ajustarem suas estratégias. Aos poucos, a IAGen foi se mostrando tão exigente quanto promissora.  Igualmente se mostrou mais efetiva no longo prazo do que de imediato.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Dados: o alto custo do GPT-4o

Inteligência Artificial

Dados: o alto custo do GPT-4o

Considerando que o ChatGPT está cada vez mais integrado em tecnologias como a da Apple é preciso entender o que estamos "trocando" no momento que usamos a aplicação gratuitamente.

Adoção de IA Generativa cresce e começa a gerar valor

Inteligência Artificial

Adoção de IA Generativa cresce e começa a gerar valor

A GenAI chegou de rolo compressor para mexer nos negócios. Mas ela é tão útil assim? Só experimentando para saber, como mostramos a seguir.

Como aproveitar o melhor da IA

Inteligência Artificial

Como aproveitar o melhor da IA

Um caminho é entender como aproveitar melhor dados corporativos em um foundation model que seja só seu.

É muito fácil contornar proteções de chatbots de IA

Inteligência Artificial

É muito fácil contornar proteções de chatbots de IA

LMMs em uso hoje são altamente vulneráveis a jailbreaks básicos, e alguns fornecem resultados prejudiciais mesmo sem tentativas dedicadas a burlar seus controles, revela pesquisa.

Desalinhamento na OpenAI

Inteligência Artificial

Desalinhamento na OpenAI

Após uma semana do lançamento do ChatGPT 4o a OpenAI se envolveu em uma série de polêmicas envolvendo o fechamento da equipe de Superalinhamento e um processo da atriz Scarlett Johansson.

Enfim o primeiro AI OS?

Inteligência Artificial

Enfim o primeiro AI OS?

Os anúncios da Microsoft durante a conferência Build mostram que estamos quase chegando a um OS 100% integrado com IA.