s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

É hora de usar KPIs inteligentes 

O que os KPIs têm a ganhar com a IA? Muito, segundo mais dados do estudo do BCG e da MIT Sloan Review. A começar pelo fato de que passam a olhar para frente, em vez de medir o passado.

Um número cada vez maiorde empresas está usando IA para tornar os KPIs mais eficientes. É o que mostra o relatório completo de um estudo do BCG, em parceria com a MIT Sloan Management Review, sobre o uso da IA para geração de KPIs mais inteligentes, adaptáveis, precisos e preditivos, já mencionado pela The Shift em julho do ano passado.

Publicado dias atrás, o relatório conclui que empresas que usam os mesmos KPIs antigos para medir o sucesso estão perdendo oportunidades de alinhar melhor as pessoas e os processos, priorizar recursos e gerar valor.  À medida que as métricas legadas se tornam estáticas e desatualizadas, o seu valor como ferramentas para definir e alcançar objetivos organizacionais diminui. Na verdade, eles se tornam mensuravelmente menos úteis. Tanto individual quanto coletivamente, os KPIs precisam ser atualizados e aprimorados para garantir que promovam os resultados organizacionais desejados. Melhorar o desempenho sem aprimorar os KPIs cria risco competitivo.

Já empresas que utilizam a IA para projetar e criar KPIs mais dinâmicos desfrutam de maior consciência situacional, vínculos mais fortes entre as operações e os resultados estratégicos e melhores resultados. Empresas que investem na melhoria algorítmica dos seus KPIs têm três vezes mais probabilidades de obter maiores benefícios financeiros do que aquelas que não o fazem. Tem mais: organizações que usam IA para criar novos KPIs percebem um aumento de 4 vezes na colaboração entre funcionários e são 3 vezes mais eficazes na previsão do desempenho futuro.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

E a IA dominou a pista

Inteligência Artificial

E a IA dominou a pista

O relatório anual Enterprise Tech 30, que publica a lista das startups de tecnologia corporativa mais promissoras, na visão dos grandes VCs do Silicon Valley, mostra que as startups de IA estão ocupando espaços do SaaS.

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

Inteligência Artificial

Bolha de IA Generativa? Talvez não...

"Momento desânimo" na comunidade de IA. A constatação de que os bilhões de dólares investidos até agora não vão retornar tão rápido, faz nascer a ideia de uma bolha de IA Generativa.

Olá, head de GenAI!

Inteligência Artificial

Olá, head de GenAI!

Pensando na carreira? Tem cargo novo no mercado: Chefe Global de IA Generativa.

Da automação à autonomia

Inteligência Artificial

Da automação à autonomia

2024 será o ano dos Agentes de IA, que provarão ser mais do que apenas assistentes digitais. Serão catalisadores de transformações em todos os setores e na vida quotidiana.

Como fica a propriedade intelectual em tempos de IA Generativa?

Inteligência Artificial

Como fica a propriedade intelectual em tempos de IA Generativa?

E por que ela deve caminhar lado a lado com a proteção de dados pessoais?

Por Yasodara Cordova *
Tendências de IA a partir de 2024

Inteligência Artificial

Tendências de IA a partir de 2024

A corrida para 2028 já está acelerada. Empresas investem em tecnologias inovadoras, em fase inicial, para ganhar quando estiverem maduras. Aqui estão 29 tendências de IA que agitarão o circuito.