s
Crédito: Shutterstock
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Devemos criar um ‘Juramento de Hipócrates’ para a IA

A ideia da NeuroRights Initiative é a ter um Juramento Tecnocrático que incorpore os sete princípios amplamente utilizados nas diretrizes éticas da Inteligência Artificial

Por Cristina De Luca 16/06/2021

O Facebook e a IBM colaboram em um projeto que pede que empresários, pesquisadores, cientistas da computação e outros profissionais que trabalham com neurotecnologia e inteligência artificial se comprometam com princípios éticos, da mesma forma que os médicos devem se comprometer e seguir o Juramento Hipocrático.

A Neurorights Initiative, da Columbia University,  se propõe a proteger os Direitos Humanos e promover a inovação ética nos campos da neurotecnologia e da IA. Para isso propõe  a  criação do  "Juramento Tecnocrático", incluindo os sete princípios amplamente utilizados nas diretrizes éticas de IA.

  1. Não maleficência, ou seja, nenhuma intenção de causar danos com a tecnologia aplicada.
  2. Beneficência, intenção de contribuir para o bem comum com o trabalho realizado.
  3. Autonomia, que estabelece que nada pode ser feito sem o consentimento de quem está envolvido em qualquer situação que envolva IA e neurotecnologia.
  4. Justiça. Busca garantir que a aplicação da neurotecnologia gere resultados justos e imparciais, evitando, por exemplo, vieses algorítmicos.
  5. Dignidade. Em outras palavras, todas as pessoas devem ser tratadas com respeito e garantir sua integridade.
  6. Privacidade, que defende a eliminação de todas as informações confidenciais e identificáveis dos dados coletados pela tecnologia.
  7. Transparência, cujo objetivo é garantir que os algoritmos usados sejam tão transparentes e corrigíveis quanto possível.

Inicialmente, a ideia é que o "Juramento Tecnocrático" comece como algo voluntário, de modo a conduzir a práticas responsáveis ​​nas áreas onde é implementado.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Virtual influencers encontram o metaverso

Inteligência Artificial

Virtual influencers encontram o metaverso

Também nos ambientes 3D, os influenciadores virtuais podem humanizar toda a identidade de uma marca e se tornar a representação mais pessoal dos valores de uma empresa

Quão justa é a IA do seu RH?

Inteligência Artificial

Quão justa é a IA do seu RH?

A expansão da inteligência artificial nas tarefas de recursos humanos vem aumentando a preocupação com vieses de algoritmos e desencadeando uma série de iniciativas para combatê-los

Cuidado! Você pode estar subestimando o trabalho com os dados

Inteligência Artificial

Cuidado! Você pode estar subestimando o trabalho com os dados

Paradoxalmente, a gestão de dados é o lado mais subvalorizado da IA hoje. O glamour está todo nos modelos. Muitas empresas esquecem que, sem dados de qualidade, não há modelo que funcione.

IA Neuro-Simbólica: chegamos à terceira onda da Inteligência Artificial

Inteligência Artificial

IA Neuro-Simbólica: chegamos à terceira onda da Inteligência Artifi...

A promessa é a de transcender os limites do Deep Learning e da IA Simbólica, aprendendo com conjuntos de dados de treinamento bem menores, tornando a aquisição de dados muito mais fácil

A Black Friday é a hora de colher os frutos das estratégias de IA

Inteligência Artificial

A Black Friday é a hora de colher os frutos das estratégias de IA

A inteligência artificial ajuda a oferecer uma melhor experiência para o consumidor por permitir que a marca conheça a fundo o cliente. Assim, as empresas se destacam da concorrência na Black Friday.

Por Marina Hortélio
Cuidado com termos como

Inteligência Artificial

Cuidado com termos como "IA para Todos"

Para a sociedade civil, existe um receio de que as Big Techs controlem a Inteligência Artificial