s
Crédito: Shutterstock
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Devemos criar um ‘Juramento de Hipócrates’ para a IA

A ideia da NeuroRights Initiative é a ter um Juramento Tecnocrático que incorpore os sete princípios amplamente utilizados nas diretrizes éticas da Inteligência Artificial

Por Cristina De Luca 16/06/2021

O Facebook e a IBM colaboram em um projeto que pede que empresários, pesquisadores, cientistas da computação e outros profissionais que trabalham com neurotecnologia e inteligência artificial se comprometam com princípios éticos, da mesma forma que os médicos devem se comprometer e seguir o Juramento Hipocrático.

A Neurorights Initiative, da Columbia University,  se propõe a proteger os Direitos Humanos e promover a inovação ética nos campos da neurotecnologia e da IA. Para isso propõe  a  criação do  "Juramento Tecnocrático", incluindo os sete princípios amplamente utilizados nas diretrizes éticas de IA.

  1. Não maleficência, ou seja, nenhuma intenção de causar danos com a tecnologia aplicada.
  2. Beneficência, intenção de contribuir para o bem comum com o trabalho realizado.
  3. Autonomia, que estabelece que nada pode ser feito sem o consentimento de quem está envolvido em qualquer situação que envolva IA e neurotecnologia.
  4. Justiça. Busca garantir que a aplicação da neurotecnologia gere resultados justos e imparciais, evitando, por exemplo, vieses algorítmicos.
  5. Dignidade. Em outras palavras, todas as pessoas devem ser tratadas com respeito e garantir sua integridade.
  6. Privacidade, que defende a eliminação de todas as informações confidenciais e identificáveis dos dados coletados pela tecnologia.
  7. Transparência, cujo objetivo é garantir que os algoritmos usados sejam tão transparentes e corrigíveis quanto possível.

Inicialmente, a ideia é que o "Juramento Tecnocrático" comece como algo voluntário, de modo a conduzir a práticas responsáveis ​​nas áreas onde é implementado.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Co-Inteligência: o que é e como colaborar com a IA Generativa

Inteligência Artificial

Co-Inteligência: o que é e como colaborar com a IA Generativa

A Co-Inteligência gira em torno da colaboração entre a Inteligência Artificial e humanos, aproveitando os pontos fortes de cada um. Entenda

Inteligência Artificial: Foque no desempenho humano

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial: Foque no desempenho humano

Uma nova pesquisa mostra que é preciso valorizar as habilidades exclusivas dos seres humanos para progredir no uso das tecnologias.

Inteligência Artificial: 10 tendências quentes para 2030

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial: 10 tendências quentes para 2030

A nova pesquisa produzida pelo Ericsson ConsumerLab convidou 6.500 usuários pioneiros de IA para avaliar e identificar quais serão as principais tendências para a próxima década.

IA Responsável? Só no papel...

Inteligência Artificial

IA Responsável? Só no papel...

Recente pesquisa mostrou que as empresas de tecnologia não estão tomando as medidas apropriadas em relação ao uso de IA Responsável

IA e gestão da inovação se encontram

Inteligência Artificial

IA e gestão da inovação se encontram

A inovação na IA não é apenas a adoção de novas tecnologias. Ela precisa estar integrada à estrutura da criatividade e do crescimento organizacional.

Dados: o alto custo do GPT-4o

Inteligência Artificial

Dados: o alto custo do GPT-4o

Considerando que o ChatGPT está cada vez mais integrado em tecnologias como a da Apple é preciso entender o que estamos "trocando" no momento que usamos a aplicação gratuitamente.