s
Viviane Sedola CEO e fundadora da Dr. Cannabis (divulgação)
ENTREVISTA

Comunicando a disrupção

Viviane Sedola é CEO e fundadora da Dr. Cannabis, um marketplace disruptor que conecta médicos, pacientes e empresas importadoras para facilitar o acesso e ajudar nos processos burocráticos ligados à cannabis medicinal.

Por Cristina De Luca 20/09/2019

Desde 2014,  os brasileiros já gastaram cerca de 60 milhões de reais com a importação de medicamentos derivados da cannabis para o Brasil, segundo o advogado Claudio de Oliveira Mattos e a advogada Leticia Barhum Hailerespecializados em direito ligado a ciências da vida. O CFM (Conselho Federal de Medicina) autoriza médicos a prescrever derivados da cannabis para uso medicinal, e a Anvisa libera a importação caso a caso.

No ano passado, 911 médicos brasileiros prescreveram a cannabis medicinal, e 6 mil pacientes estão legalmente autorizados a importar e usar medicamentos feitos a partir dos extratos da planta, os famosos canabinoides, para tratar de doenças crônicas como dor e inflamação, controlar convulsões epilépticas devastadoras, minimizar os efeitos de tratamentos quimioterápicos e até melhorar a qualidade de vida de pacientes com Alzheimer.

"Todo brasileiro tem direito a se tratar com cannabis medicinal e talvez ele não saiba disso. Se ele quiser exercer esse direito a gente ajuda", diz a brasileira Viviane Sedola, empreendedora que no ano passado criou um marketplace "disruptor", o Dr. Cannabis, com o propósito de conectar médicos, pacientes e empresas importadoras e facilitar o acesso ajudando nos processos burocráticos e tirando as dúvidas dos dois lados da equação: médicos e pacientes.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

O futuro através da cidadania climática

Entrevista

O futuro através da cidadania climática

Paulo Moutinho, cofundador do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia - organização não governamental com 30 anos de atividade na Amazônia e no Cerrado - defende que o protagonismo do Brasil na solução climática mundial ocorra a...

Pete Flint:

Entrevista

Pete Flint: "Leve sua empresa para as corredeiras"

Para o investidor de risco Pete Flint, general manager da NFX, as empresas tradicionais e startups precisam seguir os trechos de água rápida do mercado, porque lá estão as tendências de futuro

O fim do sistema de comando e controle

Entrevista

O fim do sistema de comando e controle

Dani Plesnik, diretora de Talent & Culture da Deloitte aposta na criação de um ambiente de trabalho emocionalmente seguro, menos hierárquico. Um espaço para conexão que viabilize o trabalho em rede. "Não é rocket science", diz ela....

Simple2u: como a MAG enfrenta a transformação dos seguros

Entrevista

Simple2u: como a MAG enfrenta a transformação dos seguros

Em entrevista exclusiva à THE SHIFT, Leonardo Lourenço, Head Geral da Simple2u, conta como a insurtech criada dentro do sandbox regulatório da Susep, repensa o segmento.

Entrevista

"Precisamos de resolvedores de problemas e não de especialistas em di...

"É impensável fazer comunicação de marca sem tecnologia." Mas isso exige pessoas curiosas, capazes de conectar os pontos, diz Karina Barcellos, CSO da agência de comunicação estratégica Another Company.

Entrevista

"O céu não é mais o limite"

O mexicano Eduardo Guizar quase não acreditou quando viu o rover Curiosity pousar em Marte. Parte da equipe da NASA que construiu o astromóvel para explorar a superfície do planeta, ele conta por que é importante mirar o espaço