s
Crédito: Shutterstock
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

AutoML muda o jogo da Ciência de Dados

Sem a Ciência de Dados, as empresas não conseguem obter valor dos dados de que dispõem. Mas não há cientistas de dados suficientes para todos. O que fazer? Automatizar

Por Cristina De Luca 18/08/2020

Aos poucos, as ferramentas de Aprendizado de Máquina Automatizado, comumente chamadas de AutoML, estão livrando as empresas da guerra por talentos nessa área. Embora essas ferramentas ainda não automatizem tudo, elas já são capazes de produzir modelos de aprendizado de máquina que funcionam bem o suficiente para gerar ROI.

O título cientista de dados geralmente se refere a um profissional com pós-graduação em ciência da computação e especialização em matemática, estatística, programação de computadores e conhecimento de negócios. Esses especialistas tendem a lidar com uma variedade de tarefas críticas para projetos de analítica corporativa, como coleta, limpeza e organização de grandes e variados conjuntos de dados; projetos e testes de algoritmos; construção e implantação de soluções baseadas em aprendizado de máquina; análise de dados para padrões; e comunicação das descobertas às partes interessadas do negócio.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

Por que construir uma AI DAO?

Inteligência Artificial

Por que construir uma AI DAO?

Porque para construir DAOs de sucesso, precisamos de máquinas inteligentes

Por Cristina De Luca
A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Inteligência Artificial

A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Com o uso de Inteligência Artificial, a startup alagoana Hand Talk traduz português e inglês em línguas de sinais. O propósito é reduzir as barreiras de comunicação entre surdos e ouvintes, como conta o CEO Ronaldo Tenório

Por Marina Hortélio
E a IA começa a se tornar onipresente, de fato

Inteligência Artificial

E a IA começa a se tornar onipresente, de fato

Com TinyML, qualquer objeto, por menor que seja, se tornará inteligente. A tecnologia permite fazer mais com menos espaço e poder computacional

Por Cristina De Luca
Chegou a hora de quebrar os silos de dados

Inteligência Artificial

Chegou a hora de quebrar os silos de dados

A boa notícia para a indústria de dados e IA é que os data warehouses, os data lakes e as lakehouses estão crescendo muito rápido, em escala

Por Cristina De Luca
Por uma IA que trabalhe melhor com o português

Inteligência Artificial

Por uma IA que trabalhe melhor com o português

Centro de Inteligência Artificial da USP, em parceria com a Fapesp e a IBM, se prepara para liberar três conjuntos de dados open source para treinamento de modelos NLP no nosso idioma

Por Cristina De Luca
IA começa a ser aplicada na previsão de eventos climáticos extremos

Inteligência Artificial

IA começa a ser aplicada na previsão de eventos climáticos extremos

Mas embora vastos conjuntos de dados de observação da Terra estejam no cerne da ciência do clima, apenas uma pequena fração deles é usada atualmente para "treinar" modelos climáticos

Por Cristina De Luca