s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

A sua empresa é alimentada por IA?

O que falta para chegar lá? Pesquisa da Deloitte aponta os caminhos

É incontestávelque avançamos em direção a um futuro alimentado por IA. Durante a pandemia, os esforços de digitalização levaram muitas empresas a adotar soluções baseadas na tecnologia para enfrentar desafios administrativos e de atendimento ao cliente. Estudo da PwC descobriu que 52% das empresas aceleraram seus planos de adoção da IA, com projeções de gastos globais em sistemas de IA saltarem de US$ 85,3 bilhões em 2021 para mais de US$ 204 bilhões em 2025, de acordo com o IDC.

Embora poucas organizações possam afirmar serem totalmente alimentadas por IA, uma porcentagem significativa e crescente está começando a exibir os comportamentos que podem levá-las até lá, segundo a recém-divulgada pesquisa "State of AI in the Enterprise", da Deloitte. A consultoria define organizações alimentadas por IA como aquelas que aproveitam os dados como um ativo e escalam a IA centrada no ser humano em todos os processos centrais de negócio. Usam a tomada de decisões rápida e baseada em dados para aprimorar as experiências dos clientes (CX) e da força de trabalho (EX). E estabelecem novos modelos operacionais e processos que impulsionam a qualidade, a inovação e a criação de valor sustentáveis.

Os resultados da pesquisa revelamque mais de um quarto dos entrevistados têm mais de cinco aplicações de IA em uso nas suas organizações. Razão dos autores do estudo afirmarem taxativamente que estamos passando da IA difusa para a IA transformacional, e nos aproximando rapidamente do dia em que a IA vai orientar, de forma independente e confiável, a criatividade e as estratégias corporativas.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Responsabilidade pela ética da IA é dos C-levels

Inteligência Artificial

Responsabilidade pela ética da IA é dos C-levels

À medida que a adoção da IA ​​aumenta rapidamente, é fundamental que a ética da IA ​​progrida de teorias abstratas para práticas concretas, sob a batuta dos executivos das áreas de negócios

Personalização e IA andam de mãos dadas

Inteligência Artificial

Personalização e IA andam de mãos dadas

A tecnologia ajuda a compreender as necessidades específicas de cada consumidor e a estabelecer uma comunicação direta e eficaz, para melhorar o relacionamento entre marca e cliente

A Inteligência Artificial e seus três eixos regulatórios

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial e seus três eixos regulatórios

A ética dos dados, a ética dos algoritmos e a ética das práticas devem embasar as propostas de legislação que busquem provocar a internalização de conceitos de “certo” ou “errado”

Por Gustavo Artese*, especial para The Shift
NIST aponta caminhos para reduzir o viés da IA

Inteligência Artificial

NIST aponta caminhos para reduzir o viés da IA

Frequentemente visto como um problema técnico, estudo reconhece que grande parte do problema decorre de vieses humanos, sistêmicos e institucionais. E aponta formas de resolvê-los

A Inteligência Artificial precisa passar de tática a estratégica

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial precisa passar de tática a estratégica

E o caminho pode estar na maior conscientização das lideranças executivas sobre os benefícios da tomada de decisão aprimorada pela tecnologia

Conversas indispensáveis sobre ética e IA

Inteligência Artificial

Conversas indispensáveis sobre ética e IA

Sem que essas conversas aconteçam, será difícil passar das preocupações abstratas para os planos acionáveis