s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

A IA e a revolução das competências

Especialistas se debruçam sobre duas perguntas fundamentais para os próximos anos: quando (e quanto) a IA multiplica a inteligência humana, e quais competências precisamos adquirir para a interação valer a pena

Para aproveitar os benefícios da IA as empresas precisarão de pessoas com habilidades em ciência de dados e processamento de linguagem natural, cuja demanda, hoje, ultrapassa a ofertaA IA Generativa também já começa a estimular a contratação de pessoas capazes de utilizá-la para apoiar o seu trabalhoa fim de aumentar a produtividade e a criatividade.

Grupos consideráveis da força de trabalho global, por sua vez, estão ansiosos para aprender novas habilidades e adotar a Inteligência Artificial, segundo a pesquisa Global Workforce Hopes and Fears Survey 2023, da PwC. O desejo desses trabalhadores é o de que a IA os ajude a realizar seu trabalho com mais eficiência e, também, proporcione salários melhoresA maioria é bastante otimista, citando os impactos positivos da IA com mais frequência do que os negativos (gráfico abaixo). E delegaria o máximo de trabalho à IA, visando reduzir suas cargas de trabalho, revela estudo da Microsoft.

Diante dessas duas realidades, fica claro que a relação entre IA e emprego é multifacetada, e passa claramente por saber se e quando o processo de combinar IA com capacidades humanas vale o esforço. “Muita coisa precisa dar certo para que uma interação humano-IA valha a pena”, explica John J. Horton, professor associado do MIT Sloan. A chave é descobrir quando a IA resulta na multiplicação das capacidades humanas.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Moldando o futuro

Inteligência Artificial

Moldando o futuro

Quer um futuro melhor? Faça, porque ficar esperando que ele aconteça por geração espontânea, só porque alguém previu, não dará boa coisa.

Vale a pena ser gentil com sua IA

Inteligência Artificial

Vale a pena ser gentil com sua IA

Gentileza gera gentileza, e aumenta a qualidade das respostas dos chatbots de IA, revelam pesquisadores da Waseda University

É hora de usar KPIs inteligentes 

Inteligência Artificial

É hora de usar KPIs inteligentes 

O que os KPIs têm a ganhar com a IA? Muito, segundo mais dados do estudo do BCG e da MIT Sloan Review. A começar pelo fato de que passam a olhar para frente, em vez de medir o passado.

A corrida da IA no text-to-video

Inteligência Artificial

A corrida da IA no text-to-video

Nas últimas semanas, OpenAI e o Google revelaram novos modelos e recursos impressionantes, a um ritmo alucinante, cada um deles ampliando os limites do que a IA pode fazer.

Jovens Z encaram a IA sem medo de ser felizes

Inteligência Artificial

Jovens Z encaram a IA sem medo de ser felizes

Os zoomers enxergam a Inteligência Artificial como uma "segunda natureza" e o domínio das ferramentas disponíveis como uma vantagem profissional.

Desafios da união entre IA e Blockchain

Inteligência Artificial

Desafios da união entre IA e Blockchain

Tema de conversas e polêmicas constantes entre especialistas, vem sendo acalentado por gente de peso no ecossistema cripto, como Vitalik Buterin. Há riscos. E não são poucos.