s
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

A IA e a revolução das competências

Especialistas se debruçam sobre duas perguntas fundamentais para os próximos anos: quando (e quanto) a IA multiplica a inteligência humana, e quais competências precisamos adquirir para a interação valer a pena

Para aproveitar os benefícios da IA as empresas precisarão de pessoas com habilidades em ciência de dados e processamento de linguagem natural, cuja demanda, hoje, ultrapassa a ofertaA IA Generativa também já começa a estimular a contratação de pessoas capazes de utilizá-la para apoiar o seu trabalhoa fim de aumentar a produtividade e a criatividade.

Grupos consideráveis da força de trabalho global, por sua vez, estão ansiosos para aprender novas habilidades e adotar a Inteligência Artificial, segundo a pesquisa Global Workforce Hopes and Fears Survey 2023, da PwC. O desejo desses trabalhadores é o de que a IA os ajude a realizar seu trabalho com mais eficiência e, também, proporcione salários melhoresA maioria é bastante otimista, citando os impactos positivos da IA com mais frequência do que os negativos (gráfico abaixo). E delegaria o máximo de trabalho à IA, visando reduzir suas cargas de trabalho, revela estudo da Microsoft.

Diante dessas duas realidades, fica claro que a relação entre IA e emprego é multifacetada, e passa claramente por saber se e quando o processo de combinar IA com capacidades humanas vale o esforço. “Muita coisa precisa dar certo para que uma interação humano-IA valha a pena”, explica John J. Horton, professor associado do MIT Sloan. A chave é descobrir quando a IA resulta na multiplicação das capacidades humanas.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

A IA e a revolução das competências

Inteligência Artificial

A IA e a revolução das competências

Especialistas se debruçam sobre duas perguntas fundamentais para os próximos anos: quando (e quanto) a IA multiplica a inteligência humana, e quais competências precisamos adquirir para a interação valer a pena

Todo cuidado é pouco com a Shadow AI

Inteligência Artificial

Todo cuidado é pouco com a Shadow AI

Há anos se fala sobre a Shadow IT. Agora, a Shadow AI também anda tirando o sono das lideranças executivas

Guia prático de IA responsável

Inteligência Artificial

Guia prático de IA responsável

Era para ser apenas um checklist de uso de IA Generativa no ambiente de trabalho, mas virou quase que um guia completo de como usar e desenvolver a tecnologia nas empresas

Principais casos de uso da IA Generativa nas empresas

Inteligência Artificial

Principais casos de uso da IA Generativa nas empresas

Oportunidades de negócio começam a surgir do entusiasmo com a tecnologia

IA assume de vez o papel de copiloto

Inteligência Artificial

IA assume de vez o papel de copiloto

Nas empresas AI-First, isso muda o ambiente corporativo e exige mais velocidade no upskilling da força de trabalho

IA Generativa, o impulso que faltava à IA corporativa

Inteligência Artificial

IA Generativa, o impulso que faltava à IA corporativa

Pesquisas comprovam aumento de investimentos em IA, por conta de todo o hype generativo