s
Créditos: (Annie Spratt/Unsplash)
INOVAÇÃO

2021: o ano dos unicórnios

Metade dos unicórnios "puros" brasileiros surgiram em 2021, confira a lista completa

Anúncios de novos unicórnios não faltaram em 2021. O ano bateu o recorde brasileiro de criação de empresas bilionárias — 10 startups locais atingiram o valuation mínimo US$ 1 bilhão. A última a alcançar a marca foi a Facily, cuja extensão da rodada de série D no valor de US$ 135 milhões foi anunciada em 23 de dezembro. Com esse número, o país terminou 2021 com 25 unicórnios, sendo 20 "puros" (usando a definição clássica que inclui apenas empresas de capital fechado) e cinco de capital aberto (Stone, Nubank, VTex, PagSeguro e Arco Educação). Somadas, essas empresas valem mais de US$ 100 bilhões.

O boom é resultado de um mercado favorável, com capital à disposição e mais maduro. O cenário é de cheques maiores, rodadas mais curtas e valuations disparados. Um exemplo do interesse pelas startups nacionais é a série G do Nubank, que somou US$ 1,15 bilhão. Após captar U$$ 400 milhões, em janeiro de 2021, a fintech levantou duas extensões da rodada, em junho. Uma delas, no valor de US$ 500 milhões, veio da Berkshire Hathaway.

Um levantamento realizado pelo Distrito comprova que o valor dos aportes tem crescido. No período entre 2007 e 2011, o valor médio de um cheque de série B era de US$ 5,14 milhões. A média subiu para US$ 9,41 milhões, entre 2012 e 2016, e atingiu US$ 26,87 milhões no período entre 2017 e setembro de 2021. Apenas os estágios de investimento anjo e pré-seed não registraram crescimento na média do valor dos cheques entre 2017 e 2021 na comparação com o período de 2007 a 2011.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Quer inovar? Olhe para dentro

Inovação

Quer inovar? Olhe para dentro

Ao apostar no empreendedorismo interno, as empresas aproveitam o talento dos colaboradores e aumentam as chances de inovar de forma acelerada.

Cogumelado: funghi-based é outra alternativa para a carne

Startups

Cogumelado: funghi-based é outra alternativa para a carne

Com produtos enlatados, hambúrguer e linguiça de cogumelo, a foodtech Cogumelado quer trazer uma boa experiência para quem busca comer menos carne.

Alinhadas com o ESG, startups de impacto querem solucionar problemas

Startups

Alinhadas com o ESG, startups de impacto querem solucionar problemas

O ecossistema brasileiro de startups de impacto está ganhando forma. As soluções podem ajudar empresas a atingirem as metas ESG e governos a lidarem com questões socioambientais

IA e a construção da estratégia

Inteligência Artificial

IA e a construção da estratégia

A IA estratégica é uma ferramenta que pode simplificar a vida dos executivos. Um meio de acelerar o impacto, lidar com disrupções e desbloquear novas oportunidades de mercado. Mas ela deve servir ao negócio e não o contrário.

Startups impulsionam geração de melhores serviços de Open Finance

Fintechs

Startups impulsionam geração de melhores serviços de Open Finance

Os dados são centrais no Open Finance, mas nem sempre os bancos conseguem gerar valor a partir das informações. Startups ajudam a criar melhores produtos de finanças abertas com a conversão de dados dos usuários em insights.

IA Descentralizada e para as massas

Inteligência Artificial

IA Descentralizada e para as massas

No ano passado, a “descentralização” da IA permitiu que um conjunto mais amplo de empresas e indivíduos interagisse com modelos de aprendizado profundo, antes restritos a instituições com grandes conjuntos de dados. A DeAI estará...