s
Bruno Bioni, fundador do Data Privacy Brasil Crédito: Divulgação

ENTREVISTA

Adoção do Privacy by Design gera vantagem competitiva

Produtos e serviços devem ser concebidos e projetados com privacidade como uma prioridade absoluta, até por uma questão econômica, defende Bruno Bioni, fundador do Data Privacy Brasil

04/08/2020

O Brasil já tem a sua Lei Geral de Proteção de Dados, que mesmo antes da sua vigência  já vem norteando o mercado e muitos órgãos reguladores, obrigando as empresas a buscarem estar em conformidade. Uma das formas de fazer isso é passar a adotar expressamente o Privacy by Design ou Privacy by Default.

Produtos e serviços devem ser concebidos e projetados com privacidade como uma prioridade absoluta. É o que vai garantir que o usuário, titular dos dados, esteja no centro de toda a atividade da organização. E também o que vai prevenir a ocorrência de problemas.

O fundador do Data Privacy Brasil, professor Bruno Bioni, defende que essa adoção seja encarada pelas empresas como um diferencial competitivo. Nessa entrevista, ele explica os dois conceitos e por que é mais aconselhável aplicá-los o quanto antes.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

Acredite, localização garante privacidade

Entrevista

Acredite, localização garante privacidade

André Ferraz, fundador da In Loco, garante que dá para usar tecnologias de localização com ética e proteger a privacidade dos usuários

Por Cristina De Luca
DevSecOps pode fazer muito pela proteção de dados

Segurança

DevSecOps pode fazer muito pela proteção de dados

Associar a segurança a todas as partes do processo de desenvolvimento de software é uma boa maneira de garantir a conformidade com legislações como o GDPR e a LGPD

Por Redação The Shift
Leis de proteção de dados: além da conformidade

Segurança

Leis de proteção de dados: além da conformidade

Os novos regulamentos também podem ser vistos como uma oportunidade para oferecer mais valor para o consumidor

Por Redação The Shift