s
Unsplash/ Scott Graham

STARTUPS

VCs setoriais trazem especialização para o mercado brasileiro

Eles não só aportam smart money de peso para a startups, como ainda possuem conexões importantes para a jornada dos empreendedores

Não é novidade que o mercado Venture Capital brasileiro está aquecido - as startups brasileiras somaram mais de US$ 6 milhões em aportes até agosto. A novidade é que, em meio a esse frenesi, mais VCs setoriais têm surgido. Uma das novas adições ao mercado é o fundo Hi Partners Capital&Work, focado em retail tech.

Na opinião do fundador da Hi Partners, Walter Sabini Jr,  a tendência é que o país ganhe novos fundos especializados. “O mercado de Venture Capital está maduro para os VCs setoriais. Começa a ter espaço para quem realmente entende um pouco mais e consegue achar investimentos com mais profundidade.

Nascida da Venture Builder de mesmo nome, a Hi Partners possui nomes conhecidos do mercado de varejo, como os sócios Walter Sabini Jr., criador de startups vendidas para a Serasa Experian e a B2W; Germán Quiroga, com passagem pela Americanas e fundador da Omni55; Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC); e Alberto Serrentino, vice-presidente da SBVC e fundador da Varese Retail. O grupo está captando um fundo de R$ 100 milhões para investir em 15 empresas em rodadas seed e série A, com cheques que variam entre R$ 1 e R$ 10 milhões. Metade do capital vai para follow-on e co-investimento.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Aproveite a promoção e assine

A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Inteligência Artificial

A tecnologia que faz surdos e ouvintes se entenderem

Com o uso de Inteligência Artificial, a startup alagoana Hand Talk traduz português e inglês em línguas de sinais. O propósito é reduzir as barreiras de comunicação entre surdos e ouvintes, como conta o CEO Ronaldo Tenório

Por Marina Hortélio
Lawtechs e legaltechs: a mudança da Justiça brasileira

Inovação

Lawtechs e legaltechs: a mudança da Justiça brasileira

Com tecnologia, as startups jurídicas ajudam a criar uma Justiça mais eficaz, transparente e acessível

Por Marina Hortélio
Brasil estagna no ranking de competitividade digital

Segurança

Brasil estagna no ranking de competitividade digital

O país se manteve na posição 51 no IMD World Digital Competitiveness Ranking 2021, que mede indicadores de conhecimento, tecnologia e prontidão futura.

Por Marina Hortélio
Digitalização atrai investimentos para América Latina

Inovação

Digitalização atrai investimentos para América Latina

Com recordes de investimento e surgimento de unicórnios, região está vivenciando os efeitos da segunda e terceira ordens da digitalização

Por Marina Hortélio
Startups de IoT solucionam velhos e novos problemas brasileiros

Internet das Coisas

Startups de IoT solucionam velhos e novos problemas brasileiros

O país possui um fundo de venture capital especializado em IoT e conectividade, mas investimento público ainda é importante

Por Marina Hortélio
Os investidores também têm FOMO

Startups

Os investidores também têm FOMO

O medo de estar perdendo algo pode levar a investimentos precipitados ou à inflação do valuation de uma startup

Por Marina Hortélio