s
Crédito: Pexels/Pixabay
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

IA pode ajudar a resolver problemas de privacidade

As técnicas para detectar ataques de hackers dependem de padrões. Esse é o tipo de coisa em que a IA se destaca: estudar informações para reconhecer padrões em novos dados

Por Zhiyuan Chen e Aryya Gangopadhyay, The Conversation 28/09/2020

Os impressionantes sucessos da Inteligência Artificial não teriam acontecido sem a disponibilidade de grandes quantidades de dados, sejam seus alto-falantes inteligentes em casa ou recomendações de livros personalizadas. E a disseminação da IA ​​em novas áreas da economia, como o marketing impulsionado pela IA e veículos autônomos, tem impulsionado a coleta de ainda mais dados. Esses grandes bancos de dados estão acumulando uma grande variedade de informações, algumas delas confidenciais e pessoalmente identificáveis. Todos esses dados em um só lugar tornam esses bancos de dados alvos tentadores, aumentando o risco de violações de privacidade.

O público em geral está bastante desconfiado dos métodos de coleta de dados feitos por IA. De acordo com uma pesquisa da Brookings, 49% das pessoas pensam que a IA reduzirá a privacidade. Apenas 12% acham que não terá efeito e apenas 5% acham que pode torná-la melhor.

Como pesquisadores de segurança cibernética e privacidade, nós acreditamos que a relação entre IA e privacidade de dados é mais sutil. A disseminação da IA ​​levanta uma série de questões de privacidade, a maioria das quais as pessoas podem nem estar cientes. Mas, em uma reviravolta, a IA também pode ajudar a mitigar muitos desses problemas de privacidade.

Modelos reveladores

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

IA Responsável: um caminho a percorrer

Inteligência Artificial

IA Responsável: um caminho a percorrer

Novas pesquisas mostram que, embora os líderes concordem que a IA responsável deve ser uma preocupação da alta administração, poucos priorizaram essas iniciativas. Por onde começar?

Nem sempre a IA funciona. Por que?

Inteligência Artificial

Nem sempre a IA funciona. Por que?

É possível resumir o que a inteligência de máquina faz muito bem com três Ps: padrões, probabilidades e performance. O problema é a falta de compreensão das características básicas do problema de negócios.

Qual o futuro dos chatbots de IA?

Inteligência Artificial

Qual o futuro dos chatbots de IA?

E por que aqueles alimentados por grandes modelos de linguagem, apesar de mais capazes, ainda levarão algum tempo para chegar aos aplicativos comerciais?

CyberOne, o robô afetivo

Inteligência Artificial

CyberOne, o robô afetivo

Novo humanoide da Xiaomi reconhece mais emoções humanas. De acordo com a empresa, o CyberOne é capaz de saber, por exemplo, se uma pessoa está triste ou feliz e até consolá-la. Com isso, a Computação Afetiva atiçou a curiosidade...

Por Equipe THE SHIFT
Lideranças de dados e análises devem explorar mais a Causal AI

Inteligência Artificial

Lideranças de dados e análises devem explorar mais a Causal AI

O que significa ir além de previsões baseadas em correlação e investir nas prescrições baseadas em causalidade para melhorar a tomada de decisão

Open Finance vai mais longe com dados enriquecidos

Inteligência Artificial

Open Finance vai mais longe com dados enriquecidos

Ao economizarem tempo no consumo de insights, em vez de dados brutos, as instituições financeiras construirão melhores serviços, explica Albert Morales, diretor-geral da Belvo