s
Crédito: Pexels/Pixabay
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

IA pode ajudar a resolver problemas de privacidade

As técnicas para detectar ataques de hackers dependem de padrões. Esse é o tipo de coisa em que a IA se destaca: estudar informações para reconhecer padrões em novos dados

Por Zhiyuan Chen e Aryya Gangopadhyay, The Conversation 28/09/2020

Os impressionantes sucessos da Inteligência Artificial não teriam acontecido sem a disponibilidade de grandes quantidades de dados, sejam seus alto-falantes inteligentes em casa ou recomendações de livros personalizadas. E a disseminação da IA ​​em novas áreas da economia, como o marketing impulsionado pela IA e veículos autônomos, tem impulsionado a coleta de ainda mais dados. Esses grandes bancos de dados estão acumulando uma grande variedade de informações, algumas delas confidenciais e pessoalmente identificáveis. Todos esses dados em um só lugar tornam esses bancos de dados alvos tentadores, aumentando o risco de violações de privacidade.

O público em geral está bastante desconfiado dos métodos de coleta de dados feitos por IA. De acordo com uma pesquisa da Brookings, 49% das pessoas pensam que a IA reduzirá a privacidade. Apenas 12% acham que não terá efeito e apenas 5% acham que pode torná-la melhor.

Como pesquisadores de segurança cibernética e privacidade, nós acreditamos que a relação entre IA e privacidade de dados é mais sutil. A disseminação da IA ​​levanta uma série de questões de privacidade, a maioria das quais as pessoas podem nem estar cientes. Mas, em uma reviravolta, a IA também pode ajudar a mitigar muitos desses problemas de privacidade.

Modelos reveladores

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis e tenha acesso a 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Responsabilidade pela ética da IA é dos C-levels

Inteligência Artificial

Responsabilidade pela ética da IA é dos C-levels

À medida que a adoção da IA ​​aumenta rapidamente, é fundamental que a ética da IA ​​progrida de teorias abstratas para práticas concretas, sob a batuta dos executivos das áreas de negócios

Personalização e IA andam de mãos dadas

Inteligência Artificial

Personalização e IA andam de mãos dadas

A tecnologia ajuda a compreender as necessidades específicas de cada consumidor e a estabelecer uma comunicação direta e eficaz, para melhorar o relacionamento entre marca e cliente

A Inteligência Artificial e seus três eixos regulatórios

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial e seus três eixos regulatórios

A ética dos dados, a ética dos algoritmos e a ética das práticas devem embasar as propostas de legislação que busquem provocar a internalização de conceitos de “certo” ou “errado”

Por Gustavo Artese*, especial para The Shift
NIST aponta caminhos para reduzir o viés da IA

Inteligência Artificial

NIST aponta caminhos para reduzir o viés da IA

Frequentemente visto como um problema técnico, estudo reconhece que grande parte do problema decorre de vieses humanos, sistêmicos e institucionais. E aponta formas de resolvê-los

A Inteligência Artificial precisa passar de tática a estratégica

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial precisa passar de tática a estratégica

E o caminho pode estar na maior conscientização das lideranças executivas sobre os benefícios da tomada de decisão aprimorada pela tecnologia

Conversas indispensáveis sobre ética e IA

Inteligência Artificial

Conversas indispensáveis sobre ética e IA

Sem que essas conversas aconteçam, será difícil passar das preocupações abstratas para os planos acionáveis