s
SUSTENTABILIDADE

Caímos no Índice do Futuro Verde

Da 34ª posição para a 38ª. Mas todos, até mesmo as dez nações consideradas líderes verdes, precisam fazer mais

Até que ponto os países e territórios estão se movendo em direção a um futuro verde, reduzindo as emissões de carbono, desenvolvendo energia limpa, inovando em setores verdes e preservando o meio ambiente, bem como o grau em que os governos estão implementando políticas climáticas eficazes? É o que responde o Green Future Index 2023, do MIT Technology Review Insights, que nesta terceira edição compara 76 nações, incluindo o Brasil. E não nos traz boas notícias. Caímos da 34ª posição para a 38ª.

Com base em pesquisas qualitativas e quantitativas realizadas entre junho de 2022 e janeiro de 2023, o relatório indica que todos precisam fazer mais para combater a mudança climática, mesmo os dez países considerados líderes verdes. Mais economias estão adotando melhores práticas, bons atores continuam avançando e o trabalho político está ficando mais forte, mas o progresso geral perdeu intensidade.

A Islândia continua no topo do ranking e apenas um dos 10 primeiros (a Coreia do Sul) não é europeu. Apesar de esforços notáveis para vincular o desenvolvimento econômico e a sustentabilidade, as economias emergentes continuam se saindo mal. Os três melhor posicionados são Costa Rica (24ª), África do Sul (25ª) e Uruguai (26ª e o melhor posicionado na América do Sul.) O Uruguai foi também um dos 35 países que melhoraram as pontuações em 2023. Ocupava a 38ª posição em 2022. Argentina e Indonésia tiveram os maiores aumentos. Subiram 20 e 21 degraus, respectivamente, ocupando agora a 48ª e 49ª posições.

Este é um conteúdo exclusivo para assinantes.

Cadastre-se grátis para ler agora
e acesse 5 conteúdos por mês.

É assinante ou já tem senha? Faça login. Já recebe a newsletter? Ative seu acesso.

Climate Risk startups em alta

Sustentabilidade

Climate Risk startups em alta

No momento de crise climática, a indústria de Climate fintechs estão em alta. Elas utilizam da ciência, IA, analytics para mensurar ou mitigar os efeitos da crise climática nos negócios.

A urgência da resiliência climática

Sustentabilidade

A urgência da resiliência climática

O que ocorre no Rio Grande do Sul é infelizmente um exemplo triste de que chegamos ao ponto de não retorno sobre crise climática global. Agora o desafio é buscar a resiliência climática: antecipar, preparar, adaptar, mitigar e resisti...

Faltam competências verdes

Sustentabilidade

Faltam competências verdes

Na corrida em direção à transição energética global, surgem novos empregos relacionados às energias renováveis. No entanto, um problema aparece: a falta de mão de obra qualificada.

O trunfo das energias renováveis

Sustentabilidade

O trunfo das energias renováveis

Dois relatórios sobre energias renováveis no mundo e na América Latina ajudam a entender como os países devem montar seus novos planos de descarbonização depois da COP28.

Doze tecnologias climáticas indispensáveis

Sustentabilidade

Doze tecnologias climáticas indispensáveis

Em ritmo de COP28, resumimos um novo relatório da McKinsey, a ser lançado em 2024, sobre as tecnologias mandatórias para chegarmos às metas net-zero e à redução do aquecimento global.

Muito discurso, pouca ação

Sustentabilidade

Muito discurso, pouca ação

Pratique o que você fala. Quando se trata de sustentabilidade e meio ambiente, empresas e governos estão prometendo mais do que fazendo, e o resultado todos estamos sentindo na pele e no solo