s
Crédito: Gerd Altmann/Pixabay

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Por uma IA mais inspirada na inteligência humana

A professora de Ciência da Computação Fei-Fei Li desenvolveu uma abordagem chamada Human-Centered AI, baseada na aplicação de valores éticos que orientem o desenvolvimento e emprego desta tecnologia

Por Redação The Shift 02/09/2020

A IA existe há mais de cinco décadas, mas três avanços tecnológicos a levaram a ter um impacto “explosivo” na economia, excedendo até mesmo as expectativas de muitos cientistas. São eles: hardware e computação, algoritmos e big data. Juntos, eles contribuíram para “uma verdadeira força de mudança na sociedade”, afirma Fei-Fei Li, professora de ciência da computação e co-diretora do Human-Centered AI Institute da Stanford University, nessa palestra na Zebra-Medical.

As mudanças podem ser positivas, mas também podem gerar muitas preocupações. Para lidar com elas, Li desenvolveu uma abordagem chamada Human-Centered AI, baseada na aplicação de valores éticos que orientem o desenvolvimento e emprego desta tecnologia. São eles:

Receba grátis nossa newsletter
  • O desenvolvimento da IA deve ser orientado pela preocupação com seu impacto humano.
  • A IA deve se esforçar para nos aumentar e melhorar, não nos substituir.
  • A IA deve ser mais inspirada pela inteligência humana.

Para segui-los, Li clama por uma abordagem interdisciplinar da IA, capaz de compreender, antecipar e orientar seu impacto humano.

Quem deve ser o responsável pela governança da Inteligência Artificial?

Inteligência Artificial

Quem deve ser o responsável pela governança da Inteligência Artific...

Na opinião da indústria, a tarefa é do setor privado. Mas se ele não der conta do recado, então o melhor é que a responsabilidade seja igualmente dividida entre as empresas e os reguladores

Por Redação The Shift
Inteligência Artificial: principais tendências empresariais para 2021

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial: principais tendências empresariais para 202...

As empresa estão aumentando os orçamentos de aprendizado de máquina, apesar de ainda não terem conseguido traduzir os investimentos crescentes em eficiência e escala

Por Redação The Shift
Redes neurais precisam dormir para evitar estresse

Inteligência Artificial

Redes neurais precisam dormir para evitar estresse

Redes neurais que imitam o cérebro biológico ficam instáveis após longos períodos de trabalho; ondas lentas ajudam o sistema a se estabilizar

Por Redação The Shift
DALL-E e CLIP: uma palavra pode gerar mil imagens

Inteligência Artificial

DALL-E e CLIP: uma palavra pode gerar mil imagens

Modelos de processamento da OpenAI são capazes de criar imagens a partir de textos e classificar imagens de um jeito que nunca se viu

Por Redação The Shift
Chatbot da Microsoft vai replicar pessoas reais (vivas ou mortas)

Inteligência Artificial

Chatbot da Microsoft vai replicar pessoas reais (vivas ou mortas)

Patente da empresa norte-americana revela plano para desenvolver sistemas de IA que imitem indivíduos específicos; uso final não foi especificado

Por Redação The Shift
É ético testar algoritmos em humanos?

Inteligência Artificial

É ético testar algoritmos em humanos?

Dra Clarissa Véliz, pesquisadora de ética em IA da Universidade de Oxford, defende que indústria adote padrões como os da medicina

Por Redação The Shift