s
Crédito: Divulgação

INOVAÇÃO

Energia dos ventos e IA movem caravelas do Século XXI

O cargueiro Oceanbird é um projeto colaborativo sueco liderado e supervisionado pela Wallenius Marine, que utiliza a força dos ventos para cruzar os mares - retomando o sonho que impulsionou as conquistas marítimas

Por Redação The Shift 14/09/2020

Milhares de anos se passaram desde que aprendemos a controlar o vento para que os navios oceânicos pudessem viajar mais rápido e mais longe. O vento nos ajudou a descobrir nosso planeta - agora pode nos ajudar a preservá-lo.

O cargueiro Oceanbird, com 200 metros de comprimento e 40 metros de largura, poderá cruzar o Atlântico em 12 dias. As velas da asa têm 80 metros de altura, dando ao navio uma altura acima da linha d'água de aproximadamente 105 metros, mas graças a uma construção telescópica elas podem ser abaixadas, resultando em uma altura da embarcação acima da linha d'água de aproximadamente 45 metros.

A embarcação é uma das primeiras lançadas pelo wPCC - wind Powered Car Carrier -  um projeto colaborativo sueco liderado e supervisionado pela Wallenius Marine,  incluindo o KTH Royal Institute of Technology em Estocolmo e a empresa de consultoria SSPA.

Conteúdo exclusivo para membros da The Shift

Experimente grátis por 30 dias

O que é disrupção? 10 interpretações do conceito

Inovação

O que é disrupção? 10 interpretações do conceito

A “palavra da moda” no ecossistema de inovação pode ser compreendida por diferentes perspectivas, como mostram as opiniões de quem está transformando os mercados

Por João Ortega
Para ser um grande inovador, aprenda a abraçar a incerteza

Inovação

Para ser um grande inovador, aprenda a abraçar a incerteza

É tentador pensar que os inovadores são uma raça à parte ou têm a sorte de estar no lugar e na hora certos. É uma questão de como lidar com risco e incerteza

Por Todd Saxton, The Conversation
Um futuro promissor para o trabalho

Entrevista

Um futuro promissor para o trabalho

Desde que fundou a Get Ninjas em 2011, Eduardo L'Hottelier abriu um novo caminho para 1,7 milhão de profissionais autônomos que passaram a ter acesso a uma plataforma digital que une clientes a serviços

Por João Ortega